quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Belém, Belém


Crônica do caos anunciado


Do jornalista Francisco Sidou, em seu perfil no Facebook, sob o título acima:

E assim caminha Belém para comemorar seus 400 anos...
O trânsito caótico/neurótico já se tornou calamidade pública. As vias de uma cidade são como as veias no corpo humano: quando elas entopem, o organismo entra em colapso e morre. Não adianta nem mais deixar o carro na garagem e ir de ônibus ou de bicicleta para o trabalho. Como, se a cidade está totalmente congestionada ? O que fazem os "notáveis" da Comissão encarregada dos festejos dos 400 anos de Belém? Vamos festejar o caos?

Guarda compartilhada


Aprovada guarda compartilhada por pais divorciados





(Foto: Agência Brasil)


Aprovado hoje (26) pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado, o projeto de lei que garante a guarda compartilhada de filhos de pais divorciados, mesmo que não haja acordo entre as partes. A matéria segue em regime de urgência para o plenário. Outro projeto aprovado pela comissão garante - a mulheres e vítimas de violência doméstica e sexual - o direito de serem atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta, que assegura tratamentos médicos e psicológicos, além de cirurgias plásticas, quando necessárias, segue agora para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

No caso da proposta sobre guarda compartilhada, a expectativa é mudar a atual redação do Código Civil, que tem induzido juízes a decretarem guarda compartilhada apenas nos casos em que há boas relações entre os pais após o fim do casamento. A ideia é que esse tipo de instituto seja adotado justamente quando se faz mais necessário: nas separações conflituosas. Com a nova redação, a guarda será obrigatória, a menos que a Justiça avalie que um dos pais não esteja apto para ter a guarda do filho, ou nos casos em que um deles manifeste desejo de não obter guarda.

O projeto prevê também a necessidade de uma divisão equilibrada do tempo de convivência dos filhos com cada um dos pais. Além disso, estabelece multa para estabelecimentos que se negarem a dar informações sobre o filho a qualquer um dos pais. Ainda segundo o projeto, serão necessárias autorizações dos dois pais para os casos em que o filho venha a mudar de município e no caso de viagens ao exterior.

(Agência Brasil)

A opinião da internauta



Elen Reis


Quantos mais morrerão na PA 127 sem acostamento? Que tal nossas autoridades fazerem um levantamento de certidões de óbito emitidas desde o início do ano e entrarem com representação no Ministério Público solicitando o acostamento?

Um serial killer no sul do Pará


Suspeito de matar jovem pode ter feito nova vítima




Enterro da adolescente de 13 anos ocorreu com muita comoção durante a segunda-feira (24). (Foto: divulgação)


Suspeito de abusar sexualmente e matar uma jovem de 13 anos no último domingo (23), no município de Parauapebas, sudeste do Pará, pode ter feito outra vítima, desta vez uma adolescente de 14 anos.

A jovem foi estuprada dentro da própria residência, nesta segunda-feira (24), e em seguida socorrida por uma vizinha que a encaminhou para o Hospital Municipal de Parauapebas. Espancada e ainda submetida a ameaças de morte, ela sobreviveu e permanece internada em uma unidade de saúde.

Policiais da região, suspeitam que a mesma pessoa, um homem de aproximadamente 30 anos, tenha praticado os dois crimes. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM).

Durante o sepultamento da adolescente de 13 anos, que ocorreu nesta segunda, houve muita comoção de parentes e amigos da vítima. Eles pediram por justiça e querem a prisão do assassino.

Manifestação

Um grupo de mulheres, organiza para o próximo sábado (29) uma manifestação pelas ruas do município. O protesto deve cobrar das autoridades mais segurança para a região.

(DOL com informações de Jéssika Ribeiro/Diário do Pará)

A praça

A praça de São Miguel Arcanjo, em Maracanã, vista do alto.






Imagem: Portal Maracanaense - facebook

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ostentação: Tiros na Vila Nova em Maracanã

Ilustração
Na rede social Facebook, ele se identifica como o "Alan da Ostentação" e pelo jeito gosta mesmo de ostentar armas. Agora no inicio da noite, o conhecido Alan do bairro Vila Nova de Maracanã, saiu a caça de um desafeto e quando estava na rua 7 de setembro fez dois disparos com arma de fogo.
A polícia militar foi acionada - mas só tem uma viatura - e com muito esforço dado ao pouco efetivo e as condições de trabalho dos sofridos policiais chegou muito tempo depois. Alan segue desfilando nas ruas e no facebook. Ele é mesmo ostentação! Enquanto isso, os moradores da vila Nova estão até agora recolhidos dentro de casa, sem ao menos, colocar os pés na rua.
Em Maracanã o que realmente falta é pulso no governo.

Filho de jornalista é encontrado morto em Brasília



Alexandre Garcia, pai da vítima, deve ficar afastado durante alguns dias da emissora. (Foto: Divulgação)


Gustavo Nunes Garcia, de 27 anos, foi encontrado morto na madrugada de domingo (23), em Brasília. Gustavo, filho do jornalista e comentarista da TV Globo Alexandre Garcia, morava com a mãe.

Gustavo Nunes Garcia foi encontrado morto em um prédio onde morava com a mãe. (Foto: reprodução)

A Polícia Civil do Distrito Federal abrirá inquérito para apurar a causa da morte. O velório e o enterro de Gustavo aconteceram na tarde de ontem, em Brasília.

(DOL)

O POP em Maracanã

E no domingo tarde/noite, a festa rolou no KM 40 da rodovia PA 127, com a apresentação do Super Pop numa comemoração ao aniversário do vereador Geovan Martins (SDD).

Veja algumas imagens:











Imagens: Michele Teixeira

As "pérolas" do Enem


Deyzivan Ferreira


Pensaram que neste ano não haveria?

Demorou mas... infelizmente chegaram:
As "pérolas" do ENEM



"O Brasil não teve mulheres presidentes mas várias primeiras-damas foram do sexo feminino".
(Ou seja: alguns ex-presidentes casaram-se com travestis.)

"Vasilhas de luz refratória podem ser levadas ao forno de microondas sem queimar".
(Alguém poderia traduzir?!)

"O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba".
(Vende-se máquina de escrever faltando algumas letras.)

"Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos".
(Esse aí deve comer capim.)

"Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana".
("Sarneamento” deve ser o conjunto de medidas adotadas por Sarney no Maranhão. Quer dizer, eu “axo”, mas não me “pré-ocupo” muito.)

"Fidel Castro liderou a revolução industrial de 1917, que criou o comunismo na Russia".
(Não, besta, foi o avô dele.)

"O Convento da Penha foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do morro".
(Demorou o "céculo" inteiro pra fazer a mudança.)

"A História se divide em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje".
(Esqueceu a História em Quadrinhos.)

"Os índios sacrificavam os filhos que nasciam mortos matando todos assim que nasciam".
(Mas e se os índios não matassem os mortos????)

"Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos".
(Ou era uma "biga" macho que tinha duas "bigas" fêmeas, puxada por um burro?!)

"No começo Vila Velha era muito atrazada mas com o tempo foi se sifilizando".
(Deve ter sido no tempo em que lá chegaram as primeiras prostitutas.)

"Os pagãos não gostavam quando Deus pregava suas dotrinas e tiveram a idéia de eliminá-lo da face do céu".
(Como será que eles pretendiam fazer isso?!)

"A capital da Argentina é Buenos Dias".
(De dia. À noite chama-se Buenas Noches.)

"A prinssipal função da raiz é se enterrar no chão".
(E a "prinssipal" função do autor deveria ser a mesma. E ainda vivo...)

"As aves tem na boca um dente chamado bico".
(Cruz credo.)

"A Previdência Social assegura o direito a enfermidade coletiva".
(hehe. Esse é espirituoso...)

"Respiração anaeróbica é a respiração sem ar, que não deve passar de 3 minutos".
(Senão a anta morre.)

“Ateísmo é uma religião anônima praticada escondido. Na época de Nero, os romanos ateus reuniam-se para rezar nas catatumbas cristãs".
(E alguns ainda vivem nas "catatumbas".)

"Os egipícios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais".
(Precisa "dezenvolver" o cérebro. Será que egipício é para rimar com estrupício?)

"O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro".
(Esse aí não deve ter o tal nervo, ou seu cérebro não seria tão obscuro.)

"A Geografia Humana estuda o homem em que vivemos".
(I will survive.)

"O nordeste é pouco aguado pela chuva das inundações frequentes".
(Verdade: de São Paulo até o Nordeste, falta construir aquadutos para levar as inundações.)

"Os Estados Unidos tem mais de 100.000 Km de estradas de ferro asfaltadas".
(Juro que eu não li isso.)

"As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas".
(Hum... Desconfio que vai ser poeta!)

"Republica do Minicana e Aiti são países da ilha América Central".
(Procura-se urgente um Atlas Geográfico que venha com um Aurélio junto.)

As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet".
(Deve estar falando do CD dos Raimundos.)

"A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly".
(Teve a ovelha Katrina, também. Só que ela era meio violenta...)

"O Papa veio instalar o Vaticano em Vitória mas a Marinha não deixou para construir a Capitania dos Portos no mesmo lugar".
(Foi quando ele veio no papamóvel, lembra?

"Hormônios são células sexuais dos homens masculinos".
(Isso. E nos homens femininos, essas células chamam-se frescurormônios.)

"Os primeiros emegrantes no ES construiram suas casas de talba".
(Enquanto praticavam “Tiro ao Álvaro”.)

"Onde nasce o sol é o nacente, onde desce é o decente".
(Indecente: o sol não nasceu pra todos.)

O olhar do internauta

Extraído da rede social Facebook:

Rennan Reis


Na madrugada de ontem apos a festa do super pop. Presenciei ao esperar o ônibus pra vim de volta a Castanhal uma das piores cenas vistas ate hoje, a todo momento as 02 ambulâncias a viatura da polícia civil e algumas motos trazendo as vitimas dos acidentes causados pela irresponsabilidade e imprudencia de algumas pessoas. O saldo de tudo isso foram mais de 12 feridos e 1 morte. Lamentável. Mas uma vida ceifada. Que Deus conforte o coração da familia e amigos da vitima. Que nós possamos através de toda essa tragédia nos conscientizar. Álcool e direção não combinam.



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Mais acidentes na estrada de Maracanã

Da redação do Blog


A tarde e noite do domingo foi de acidentes na perigosa estrada rodovia PA 127 que liga Igarapé-Açu/Maracanã, com três acidentes, sendo um às quatro horas da madrugada de hoje que vitimou o jovem Alexandre Lopes Nunes, 26 anos, que retornava do local de uma festa, onde havia trabalhado como segurança.
Simão Pinheiro já teve alta do Metropolitano e encontra-se em recuperação na sua residência em Maracanã

Ainda cedo da noite, o mototaxista Simão Pinheiro pilotava uma motocicleta e chocou-se com uma placa de sinalização, sendo transferido para o hospital Metropolitano, em Ananindeua. Hoje já teve alta e se encontra em sua residência no município de Maracanã, em recuperação.

Já o jovem Rosinaldo Vieira, 16 anos, também foi vítima de atropelamento e continua internado no Hospital Metropolitano.

Internauta denuncia em rede social a violência em Maracanã



Jhennifer Yasmin
48 min ·

Ontem a noite minha familia foi alvo de mais um ato de violência que vem acontecendo em nossa cidade. Meus tios estavam sentados em frente de sua casa e um individuo totalmente desorientado o ameaçou e desferiu dois tiros. sendo que um dos mesmos atingiu o telhado de minha casa. Hoje amanheci com esta visao do quanto a violencia esta em nossas portas, sendo que a ameaça mora bem ao nosso lado.
dinheiro nenhum paga uma vida que esse monstro poderia ter tirado...
‪#‎policiacomosempreñfeznada‬se sentindo indignadam - com Ícaro Gomes.


DescurtirDescurtir · · Compartilhar


Você, Sinara Monteiro, Tulio Luan e outras 2 pessoas curtiram isso.

    Feed de Notí
    cias




    Jhennifer Yasmin
    48 min ·


    ontem a noite minha familia foi alvo de mais um ato de violencia que vem acontecendo em nossa cidade. meus tios estavam sentados em frente de sua casa e um individuo totalmente desorientado o ameaçou e desferiu dois tiros. sendo que um dos mesmos atingiu o telhado de minha casa. hoje amanhecir com esta visao do quanto a violencia esta em nossas portas. sendo que a ameaça mora bem ao nosso lado.
    dinheiro nenhum paga uma vida que esse monstro poderia ter tirado...
    ‪#‎policiacomosempreñfeznada‬se sentindo endignada com Ícaro Gomes.


    DescurtirDescurtir · · Compartilhar


    Você, Sinara Monteiro, Tulio Luan e outras 2 pessoas curtiram isso.

Jovem perde a vida na estrada de Maracanã quando retornava de festa

Ilustração
A madrugada foi de morte em Maracanã, o jovem Alexandre Nunes, 26 anos, mais conhecido com 'Xande'- filho de "Seu Domingos Galo", um dos mais conhecidos donos de barco e bar na cidade - retornava juntamente com a namorada após trabalhar como segurança numa festa ocorrida no KM 40 da rodovia PA 127 com a aparelhagem Super Pop, em comemoração ao aniversário do vereador Geovan Martins (SDD), quando foi colhido violentamente por um veículo, tendo o corpo esmagado pelo impacto.
Jovem morreu vítima de atropelamento na estrada PA 127

Segundo as primeiras informações, o veículo conduzia equipamentos do parque que funciona no período do Círio da cidade. O corpo do jovem está sendo velado na residência de seus pais na rua Wlisses Penafort e será sepultado às 17 horas de hoje no cemitério São Miguel Arcanjo, centro de Maracanã.

Com informações da Redação: Frank Espirito Santo/Rogerio Néo/Camila Pinheiro/Soninha

Marginais presos em Magalhães Barata


Polícias Civil e Militar prendem envolvidos por tráfico e furto em Magalhães Barata


As Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante dois homens envolvidos em crimes no município de Magalhães Barata, nordeste paraense. Um deles, Celestino Neri Monteiro, é acusado de posse ilegal de arma de fogo e por tráfico de drogas. O outro preso é Jurandir dos Santos Passinhos acusado de furto qualificado. A prisão de Celestino ocorreu depois que o delegado Alexandre Lopes, titular da Delegacia do município, recebeu informação de que o acusado, que é conhecido na região como Virgulino ou Celeco, tinha em seu poder diversas armas e munições, e ainda estava usando um terreno agrícola, de sua propriedade, para a prática de tráfico de drogas.

A partir de investigações, a equipe de policiais civis de Magalhães Barata, com apoio de uma guarnição da PM, sob comando do cabo Evandro, seguiu até a localidade de Herculino Bentes, na zona rural do município, até localizar uma estrada que dá acesso à área agrícola, com distância aproximada de 5 quilômetros mata a dentro. Na chegada ao local, três suspeitos correram para o matagal, mas foram perseguidos pelos policiais. Um deles - Celestino - acabou preso.

Com ele, as duas armas – uma espingarda cartucheira calibre 24 e uma arma artesanal de calibre 20 – e mais 18 cartuchos de calibre 32 foram apreendidos. Aos policiais, o acusado alegou ser o proprietário do local e que consentia que traficantes usassem o terreno para vender drogas, como pasta de cocaína e maconha. Ainda, segundo o acusado, os dois fugitivos seriam seus familiares e responsáveis pelo cultivo das drogas na área. O delegado autuou em flagrante Celestino Monteiro, que vai ficar preso à disposição da Justiça.


FURTO As Polícias Civil e Militar capturaram Jurandir dos Santos Passinhos por crime de furto qualificado. Conhecido como Japonês, ele foi preso após entrar na casa de um deficiente visual e furtar do local aparelhos eletrônicos. O caso foi comunicado à Delegacia de Magalhães Barata, cuja equipe policial passou a investigar os fatos, até chegar à identificação do autor do crime. Jurandir, conforme levantamentos feitos pelos policiais civis, tem duas condenações judiciais por roubo, que, até hoje, não haviam sido cumpridas pelo acusado. O fato foi comunicado à Justiça local juntamente com o procedimento policial de prisão em flagrante pelo furto. Jurandir permanece preso à disposição da Justiça.

Investigação do Ministério Público no combate ao Nepotismo na região começa por Nova Timboteua


NOVA TIMBOTEUA: MPPA instaura Inquérito Civil Público para apurar casos de nepotismo



O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por intermédio do seu representante, o promotor de Justiça Harrison Henrique da Cunha Bezerra, instaurou nessa quarta-feira (19) um Inquérito Civil Público (ICP) em função da constatação de irregularidades apontando casos de nepotismo no município de Nova Timboteua.

O promotor de Justiça tomou conhecimento de que o prefeito, secretários municipais, assessores e ocupantes de cargos comissionados de Nova Timboteua mantinham parentes e familiares na folha de pagamento do quadro funcional do município.

"Para fiscalizar o cumprimento dos preceitos legais se faz necessário a formação de um instrumento de apuração próprio, que na eventualidade de seus descumprimentos, poderão resultar em outras medidas pertinentes”, disse o promotor Harrison Bezerra.

Foram determinadas como providências iniciais a notificação do procedimento ao prefeito de Nova Timboteua, Luiz Carlos Castro, a junção de toda documentação referente às diligências efetivadas no que se refere ao objeto de apuração do ICP, entre outras determinações.

Texto: Vanessa Pinheiro (graduanda em jornalismo) com informações da PJ de Nova Timboteua
Revisão: Edyr Falcão

Operadora Claro em Maracanã e Magalhaes Barata

A operadora telefônica CLARO chegou nos municípios de Maracanã e Magalhaes Barata, região do salgado paraense. O sinal de internet 3 G e 4 G é o melhor nas duas cidades, deixando Oi e TIM em segundo plano.
Não se sabe se o serviço será bom enquanto o número de usuários for pequeno. Aguardaremos, mas enquanto isso, navegar é preciso!



Imagem:MB Facebook

A morte de "Seu Lunga"


Ícone do mau humor, Seu Lunga morre aos 87 anos




(Foto: Reprodução)


O folclórico vendedor de sucata Joaquim dos Santos Rodrigues, conhecido como "Seu Lunga", morreu na manhã do último sábado (22), na cidade de Barbalha, interior do Ceará.

Há anos, Seu Lunga lutava contra um câncer no estômago, que terminou atingindo também o esôfago e os pulmões. Conhecido pelo mau humor e respostas ásperas, o sucateiro ele foi internado na última quarta-feira (19) por complicações no sistema digestivo.

Nascido em 18 de agosto de 1927, Seu Lunga também atuava como poeta e repentista do Juazeiro do Norte, onde ganhou notoriedade. Seu apelido veio de uma vizinha que lhe chamava de Calunga, devido a sua loja. Com os passar dos anos ficou apenas Lunga. O vendedor teve 13 filhos, sendo três homens e 10 mulheres.

Apesar do mau humor, as respostas de Seu Lunga sempre eram carregadas de ironias e divertiam as pessoas que o ouviam. Algumas frases até hoje são atribuídas a ele, mesmo que o nordestino não confirmasse a autoria. Confira algumas delas:

- Seu Lunga estava em sua casa, com sede. E manda seu sobrinho lhe trazer um pouco de leite. Daí o pobre do garoto pergunta: “No copo?” “Não. Bota no chão e vem empurrando com o rodo”.

- Seu Lunga vai saindo da farmácia, quando alguém pergunta: “Tá doente, seu Lunga”? E ele responde: “Quer dizer que se eu fosse saindo do cemitério eu tava morto?”

- O funcionário do banco veio avisar: “Seu Lunga, a promissória venceu”. E ele respondeu: “Meu filho, pra mim podia ter perdido ou empatado. Não torço por nenhuma promissória”.

domingo, 23 de novembro de 2014

Assalto ao ônibus do Mocoóca com vítima fatal

Mera ilustração
Aconteceu hoje cedo assalto no ônibus da Modelo que faz viagem 40 do Mocoóca-Belém. Conforme as primeiras informações, três elementos anunciaram o assalto durante a viagem ainda no ramal, pedindo para que todos os passageiros ficassem com o rosto baixado. Um rapaz de apelido "Tatu" levantou a cabeça e foi baleado, vindo a falecer no local.
A qualquer momento novas informações.

As linguas


Brasil perdeu mais de 1.100 línguas indígenas em 500 anos



POR JOSÉ RIBAMAR BESSA FREIRE




Índios guarani recebem título de Língua de Referência Cultural Brasileia




A cada quinze dias acontece uma morte. Dizem que cortam a língua da vítima com requintes de crueldade. O cadáver desaparece misteriosamente sem deixar vestígio. Daqui até o Natal haverá mais dois assassinatos em algum lugar do mundo, segundo previsão do investigador irlandês David Crystal, que busca pistas para explicar tantos crimes. Nenhum organismo policial, nacional ou estrangeiro, identificou até hoje os assassinos. Um seminário realizado em Foz do Iguaçu (PR), nesta semana, reuniu autoridades e especialistas da América Latina para discutir, entre outras questões, como evitar essas mortes consideradas crime contra a humanidade.

Parece que os assassinos se inspiram em Genghis Khan que no século XIII, de forma indulgente, poupava a vida dos prisioneiros de guerra, a quem deixava retornar em liberdade às suas casas. No entanto, para impedir que batessem com a língua nos dentes e passassem informações ao inimigo, cortava suas línguas. Daí a origem do provérbio mongol “Quem tem língua cortada não fala.”

A mutilação praticada pelo exército mongol continua sendo feita simbolicamente no planeta. O crime é justamente esse: o glotocídio. Cada quinze dias morre o ultimo falante de uma das 6.700 línguas faladas atualmente em 193 países. Com ele desaparece para sempre mais uma língua.

Com o objetivo de criar estratégias para fortalecer as línguas ameaçadas na América Latina, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o Ministério da Cultura organizaram nesta semana, de 17 a 20 de novembro, em Foz do Iguaçu, um encontro de autoridades e de alteridades no Seminário Ibero-americano da Diversidade Linguística, que reuniu mais de 400 pessoas comprometidas com a luta pelos direitos linguísticos das minorias. Participaram dos debates linguistas, historiadores, antropólogos, falantes de línguas indígenas e de línguas minoritárias de migração, além da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Durante o evento foi entregue o certificado das três primeiras línguas reconhecidas como referência cultural brasileira pelo Iphan: o guarani, falado também em outros países do Mercosul, o Assurini do Trocará, língua falada nas margens do Rio Tocantins (PA) e que quase desaparece afogada na hidroelétrica de Tucuruí e o Talián – vinda com os migrantes do norte da Itália e que hoje é falada no sul do Brasil. Essas três línguas, depois de terem sido cuidadosamente documentadas, fazem parte agora do Inventário Nacional da Diversidade Linguística (Indl).

Línguas minorizadas

O reconhecimento de uma língua como referência cultural requer que ela seja falada em território brasileiro há pelo menos três gerações e que seus falantes solicitem ao Iphan o pedido de inclusão no Indl, que é então analisado por uma comissão técnica interministerial. Esse caminho pode ser seguido por mais de 300 línguas faladas no Brasil, entre elas as línguas indígenas, que são autóctones e estão aqui enraizadas, e as línguas alóctones que vieram para o Brasil trazidas por migrantes. Das línguas indígenas apenas 11 têm acima de cinco mil falantes, o que significa que a maioria corre sério risco de extinção.

Essas línguas chamadas minoritárias foram minorizadas no processo histórico, ficando com número reduzido de falantes: apenas 5% da população do planeta. No entanto, elas constituem maioria expressiva se considerarmos a quantidade de línguas faladas no mundo inteiro por tais minorias, que representam 95% das línguas existentes no Atlas Linguístico Mundial, 15% das quais em continente americano. Portanto, os direitos linguísticos reivindicados se referem a uma minoria de falantes, mas também à maioria das línguas existentes no mundo que garantem a manutenção da glotodiversidade.

O que é, afinal, que se quer com a defesa da diversidade linguística? Já seria plenamente justificável lutar exclusivamente pelos direitos legítimos das minorias de continuarem pensando, cantando, amando, narrando, trabalhando e sonhando em suas línguas, mas essa luta ganha força quando sabemos que ela inclui a sobrevivência das próprias línguas, que só seus falantes podem garantir. Muitas espécies vivas de plantas e de animais que estão em perigo são conhecidas apenas por determinados povos cujas línguas – que produziram e armazenam tais conhecimentos – são consideradas moribundas e estão ameaçadas de extinção.

O linguista Aryon Rodrigues, depois de esboçar um panorama das línguas indígenas da Amazônia, concluiu que nelas se encontram fenômenos fonéticos, gramaticais, de construção do discurso e de uso das línguas, que não se encontram em línguas de outras partes do mundo. Daí a preocupação de mantê-las vivas. Essas línguas constituem, junto com o material arqueológico disponível, as pistas que melhor nos informam sobre a ocupação do território americano, datas e movimentos migratórios.

A sobrevivência das línguas ditas minoritárias interessa, portanto, não apenas aos seus falantes, mas ao conjunto da humanidade, pois está relacionada à preservação da biodiversidade. A diversidade linguística se torna assim tão vital para a sobrevivência da espécie humana quanto à diversidade biológica.

O glotocídio

Segundo David Crystal em seu livro "A revolução da linguagem”, hoje, no planeta, ainda são faladas 6.700 línguas, mas a situação é dramática, porque em média, uma língua desaparece a cada duas semanas. Línguas morrem, o que é natural. O preocupante, para ele, é a velocidade da perda que está se fazendo sem precedentes na história escrita, decretando morte prematura, um glotocídio anunciado.

- Uma língua começa a desaparecer quando seus falantes são expulsos de suas terras ou quando a comunidade, por essa e por outras razões, perde o desejo de preservá-la, diz Crystal, para quem se uma língua que nunca foi documentada morre, é como se jamais tivesse existido, porque não deixa qualquer vestígio. E uma língua morre – diz ele – quando o penúltimo falante desaparece, pois então o último já não tem mais ninguém com quem conversar.

No seminário foi lembrado o drama recente de dois índios. Um deles – Tikuein – único falante da língua Xetá, vivia na aldeia São Jerônimo, norte do Paraná, com índios Kaingang e Guarani. Como estratégia para manter a língua viva, ele falava com o espelho e algumas vezes, caminhando pela aldeia, com um interlocutor fictício – leia a crônica "O homem que falava com o espelho"

O outro caso foi registrado em 1978 por Zelito Viana no filme Terra de Índio. Ele gravou dona Maria Rosa, que vivia no Posto Indígena Icatu (SP) e era ali a única falante da língua Ofaié Xavante. Quando a fez escutar o que ela mesma havia dito, dona Maria Rosa estabeleceu um diálogo com o gravador, a quem perguntou por seu pai, por sua mãe e no final se despediu do aparelho dizendo: "Até logo, agora não falo mais porque estou rouca, viu?".

A extinção é um risco permanente para as línguas minoritárias, principalmente as indígenas, devido ao reduzido número de falantes e ao uso social restrito. Não existe literatura escrita nessas línguas, nem espaço na mídia. Em cinco séculos, nessas condições, mais de 1.100 línguas indígenas desapareceram do mapa do Brasil e outras tantas do continente americano, levando com elas conhecimentos, cantos, rezas, narrativas, poesia, mitos, afetos.

O jesuíta João Daniel, no seu "Tesouro Descoberto do Rio das Amazonas", com distanciamento crítico, conta como um missionário espancou uma índia do Marajó com bolos de palmatória dizendo: "Só paro de bater quando você disser "basta", mas não na tua língua". Ela calou. Suas mãos sangraram. Ele concluiu que as mulheres – a quem talvez o mundo deva a preservação de muitas línguas – eram mais resistentes que os homens, que migravam de uma língua a outra com mais frequência. Desta forma, centenas e centenas de línguas foram extirpadas a ferro e fogo.

Inventário de Línguas

O Inventário Nacional da Diversidade Linguística Brasileira (INDL) criado por Decreto Federal de 2010 tem o objetivo de conhecer e fortalecer as línguas minoritárias. Ele dialoga com a Carta Europeia sobre as Línguas Regionais ou Minoritárias (1992) e a Declaração Universal para a Promoção da Diversidade Cultural – Unesco (2005), além da Declaração Universal dos Direitos Linguísticos (1996) de Barcelona, que surgiu das comunidades linguísticas e não dos Estados nacionais.

No Brasil, existem vários projetos destinados a identificar, documentar, reconhecer e valorizar as línguas portadoras de referência à identidade como o PRODOCLIN, do Museu do Índio, que documentou cerca de 20 línguas e culturas indígenas e projetos do Museu Goeldi e do Laboratório de Línguas da UnB, entre outros.

Reconhecer essas línguas não é simplesmente aceitar formalmente a sua existência, mas considerá-las parte da nossa história. Como escreveu Bartolomeu Meliá, que fez a conferência final, "a história da América é também a história de suas línguas, que temos de lamentar quando já mortas, que temos de visitar e cuidar quando doentes, que podemos celebrar com alegres cantos de vida quando faladas".

sábado, 22 de novembro de 2014

Garota desaparecida

Atualização 23.11.2014 às 9h19

A família da adolescente conseguiu encontrá-la, mas não declinou informações mais detalhadas.



Encontra-se desaparecida desde ontem pela manhã, a garota Juliane Karine, 11 anos. Sua mãe, Anny Modesto, pede que quem tiver alguma informação entrar em contato com os telefones: (91) 98379-9709 / 98126-7180.

Vamos ajudar com informações!