segunda-feira, 2 de maio de 2016

O crepúsculo de Dilma


Segundo jornal, Dilma Rousseff vai renunciar




(Foto: Divulgação)


A presidente Dilma Rousseff pode enviar ao Congresso nos próximos dias uma proposta de emenda constitucional (PEC) para que novas eleições presidenciais sejam realizadas ainda neste ano. As informações foram veiculadas no jornal O Globo.

De acordo com a publicação, até mesmo uma equipe do vice-presidente Michel Temer já teria a informação de que Dilma estaria preparando um pronunciamento em rádio e TV em que renunciaria ao cargo e pediria ao vice para fazer o mesmo. Se ocorrer, a previsão é que a renúncia ocorra na próxima sexta-feira (06), poucos dias antes do Senado votar o processo contra a presidente.

A situação, no entanto, não é tão simples. Na última semana, a oposição rechaçou qualquer possibilidade de realizar novas eleições presidenciais. A justificativa é a de que não há respaldo para novas eleições na Constituição nos casos em que apenas o presidente renuncia.

Caso o parecer seja favorável à continuidade do processo, ele será enviado ao plenário do Senado. Por lá, a votação deve acontecer no dia 11 de abril. Se 41 dos 81 senadores entenderem que a denúncia deve ser aceita, Dilma Rousseff é afastada do cargo por 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assume interinamente o cargo.

(Com informações do jornal O Globo e portal Exame)

WhatsApp volta a ser bloqueado em todo o Brasil

Novamente o aplicativo de mensagens instantâneas mais utilizado no Brasil. o WhatsApp, foi bloqueado em todo o país por decisão singular de um juiz da comarca de Lagarto em Sergipe. 
Decisões que atinjam milhões de pessoas deveriam ser analisadas pela suprema corte.

É lamentável que a justiça não tenha essa uniformidade, o que acaba por propagar decisões inusitadas de juízes amantes da mídia. Penso que há maneira judiciais mais eficazes de punir a empresa gestora dos serviços, sem prejudicar tantos aos usuários.

Como é moda, daqui a pouco, um magistrado de categoria mais elevada que o autor da decisão, cassa a liminar e tudo volta a normalidade, gerando a fama de poucas horas procurada pelo juiz.

Vamos imaginar se cada juiz nos mais de 5 mil municípios brasileiros cuidando de uma investigação não sejam atendidos pelo WhatsApp com a quebra de sigilo e resolvam paralisar o aplicativo todos os dias. Francamente!



(Foto: Reprodução)


A Justiça mandou as operadoras de telefonia fixa e móvel bloquearem o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp em todo o país por 72 horas. A medida começará a valer a partir das 14h desta segunda-feira (2). A decisão, de 26 de abril, é do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE).

As cinco operadoras - TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel - já receberam a determinação e informaram que vão cumprir. Em caso de descumprimento, estarão sujeitas a multa diária de R$ 500 mil.
É a segunda vez que o aplicativo é bloqueado no Brasil. Em dezembro de 2015, a Justiça determinou o bloqueio por 48 horas devido a uma investigação criminal.

Na época, as teles receberam a determinação judicial com surpresa, mas a decisão não durou 48 horas.

As autoridades que investigam o caso em dezembro obtiveram autorização judicial para que o WhatsApp quebrasse o sigilo de dados trocados pelos investigados via aplicativo, mas a empresa não liberou as informações solicitadas. O bloqueio seria uma represália.

Em fevereiro, um caso parecido ocorreu no Piauí, quando um juiz também determinou o bloqueio do WhatsApp no Brasil. O objetivo era forçar a empresa dona do aplicativo a colaborar com investigações da polícia do Estado relacionadas a casos de pedofilia.

A decisão foi suspensa um desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí após analisar mandado de segurança impetrado pelas teles.

(Folhapress)

Abertura da quadra junina no "terreirão" do 40

O forrozeiro Antônio Marcos e Banda
É a tradição do forrozão no Km 40 da rodovia de Maracanã continua, tendo a frente o ex-vereador Elias Casseb. O evento marca a abertura da período junino que é bastante movimentado na cidade e com uma festa efetivamente na roça.

O blogueiro esteve no sitio do Elias e ouviu que tudo está sendo preparado para garantir muito milho, canjica, mingau e a farinha torrada na hora na casa de forno - a famosa farinhada.


Além das aparelhagens Polyvox e Leão som, o forrozeiro Antônio Marcos e sua banda, sucesso no nordeste do Pará, fará uma grande apresentação.

Carateca conduzirá a tocha olímpica em Belém




(Foto: Arquivo Pessoal)

Com 23 anos e uma carreira incrível, Daniela Tanaka, será responsável por conduzir a tocha olímpica em Belém, no próximo dia 15 de junho. Formada em fisioterapia, pós graduando em Traumato e Acupuntura, a paraense tem um vasto currículo no Karatê.

“Conquistei em novembro de 2015 o tetra campeonato mundial, em Albir, na Espanha , pela World Karate Union (WKU ). Em setembro vou lutar pelo meu hexa campeonato brasileiro e em novembro, o penta mundial”, contou.

Mas antes dessas disputas, Daniela irá disputar o Pan Americano de Karatê em Buenos Aires, na Argentina, entre os dias 21 a 25 de julho. E antes disso, ela irá conduzir a chama olímpica na capital paraense.

“Não sei dizer como fui escolhida, mas eu recebi um e-mail para cadastro de confirmação e logo depois veio a confirmação para a divulgação do comitê olímpico. Fiquei pasma e sem acreditar (risos). A ficha só caiu quando eu recebi os parabéns os amigos e familiares. Me sentir muito honrada”, disse.

É certo que muitos paraenses estarão nas ruas ao lado de Daniela, mandando vibrações positivas e apoiando a carateca. “Os membros da Federação Paraense de Cultura e Artes Marciais (FPCAM), que represento irão todos de quimono me prestigiar dia 15”, explicou a jovem.

domingo, 1 de maio de 2016

Noite de graduação para professoras de Maracanã na Universidade Federal do Pará

Elian Souza e o esposo Carlos Evandro Torres na noite da consagração do título em Pedagogia
Quando tive o privilégio de servir à educação de Maracanã, estabeleci metas com nossa equipe "Educar", visando abraçar com carinho o projeto "Plataforma Freire", que possibilita graduação em diversas áreas da educação e em importantes universidades da Amazônia: Universidade Federal do Pará, Universidade Estadual do Pará e Universidade Federal Rural da Amazônia.
Na hora que bate a certeza de que todo o esforço valeu à pena
Nossa equipe criou uma ajuda mensal na época de 150 reais direto na conta do professor para auxiliar na estadia, alimentação e transporte no periodo intervalar de estudos intensivos.
Agora diplomada
Naquele tempo, defendendo a legalidade, determinamos que todos os professores que fossem aprovados tivessem a revalidação da secretaria, sem quaisquer buscas que enveredassem para os famosos e vezeiros gestos de perseguições políticas.
Ivana Cardoso e sua mamãe na noite da formatura
O resultado foi extraordinário, mesmo com o fim da ajuda de custo para os estudantes-professores, elas e eles não ficaram pelo caminho e num o esforço pessoal, com garra, determinação, o auxílio dos familiares, a força divina, tudo conspirou sobretudo para que o grande título fosse conquistado: o grau com todo louvor em pedagogia.
Amor pela profissão.
São muitos professores de Maracanã que estão conseguindo o título por meio do instrumento do governo federal que garante formação. E hoje quero de modo particular felicitar e registrar que meu coração encontra-se em festa pelas graduações das professoras Elian Souza e Ivana Cardoso - que representam muito bem a coragem, o empenho e o esforço de tantos outros que obtiveram nobre conquista.

Certamente, feliz também pelo título de outros professores que estão tendo o mesmo sabor de vitória.

Viva Maracanã! Viva a educação!


Mega-projeto moderniza orla de Salinas

João Castro Filho planeja área de quiosques e estação de tratamento de água








Valéria Nascimento

Da Redação

“Salinas é o ponto do litoral mais fantástico do Brasil. Nenhum lugar do País tem aquela areia branca como talco’’. É com esse entusiasmo que o arquiteto e urbanista João Castro Filho finaliza um mega-projeto de modernização para a praia do Atalaia em Salinas, dentro da concepção de sustentabilidade, a pedido da Prefeitura de Salinópolis, no nordeste paraense, cerca de 220 km de Belém.

A proposta envolve dois quilômetros de comprimento por 60 metros de largura ao longo da orla do Atalaia, com início na altura do Hotel Privê até a Variante, com direito a 80 barracas em forma de pássaros, no padrão bares-restaurantes, além de uma praça central com 20 quiosques, área administrativa com uma subprefeitura para a gestão e a estação de tratamento de águas e esgotos com torre de 30 metros. Essa torre tanto abrigará a caixa d’água da estação de águas como funcionará como mirante para o visitante ter o visual do mar e da cidade.

No fim da orla, próximo à Variante, será construída a Praça de Eventos com instalação de concha acústica para grandes shows e espetáculos. Até o muro de arrimo será inovador, em formato ondular para reduzir a força da maré. Se não bastassem essas novidades, haverá captação da energia solar nas barracas e de água da chuva para uso nos banheiros dos bares. A ideia é buscar a parceria do Governo do Estado para viabilizar a remodelação completa do Atalaia.


UNIÃO


“Não há como estimar o orçamento ainda porque o projeto não está concluído. Há anos trabalho nele. A prefeitura de Salinas vai buscar a parceria do governo do Estado e quem sabe até do governo federal e recursos internacionais. É preciso unir forças. O município sozinho não tem recursos’’, constata João Castro Filho.

As 80 barracas em forma de pássaros são uma clara homenagem aos maçaricos e guarás, frequentadores mais antigos do Atalaia. O arquiteto recorda que os índios batizaram a região de Viriandeua ou Iriandeua, que no Tupi significa ‘’território de pássaros’’.

“Salinas é rota de pássaros. Aqueles maçaricos vêm do Canadá e vão para a Argentina e vice-versa. Tanto que o primeiro nome de Salinas foi Paraíso dos Pássaros, então, as barracas serão 80 pássaros à beira do oceano Atlântico’’, frisou João Castro Filho, que nas últimas décadas coleciona prêmios internacionais de Arquitetura, como a ‘’Medalha de Ouro’’ na Bienal Mundial de Arquitetura na Bulgária, o “Voz Emergente da América Latina’’ na Bienal de Buenos Aires e ainda outras “Medalhas de Ouro’’ nas bienais da Itália, França e Quito, no Equador.

As barracas em forma de pássaro também são uma homenagem ao mestre do arquiteto na Universidade Federal do Pará (UFPA), Milton Monte. “Ele foi o primeiro arquiteto no mundo a pensar uma barraca de praia simulando um pássaro. Ele fez essa alusão no Interpass Clube, em Mosqueiro. É um projeto totalmente diferente do dele, mas é uma referência a ele, meu professor’’, lembrou João.

A nova orla pode ser visualizada desta maneira: haverá 40 barracas de um lado e 40 barracas de outro, entre os dois lados, uma praça central abrigando o setor de 20 quiosques funcionando como tapiocarias, lanchonetes, tacacarias, sorveterias e até lojas de conveniência, bem como a parte administrativa do espaço. O premiado arquiteto trabalha com o conceito de sustentabilidade no teto zenital das 80 barracas e no aproveitamento da água das chuvas nos banheiros dos empreendimentos.

“Toda água usada nas barracas e quiosques será tratada na Estação de Águas e Esgotos. E mais, a água da chuva será captada nas barracas e armazenada numa cisterna e voltará para uso nas descargas dos banheiros’’, explicou o urbanista. Ou seja, a água limpa, tratada irá para as torneiras das barracas e a água da chuva para as descargas dos banheiros. ‘’Nada vai para a praia’’, frisou.

O conceito de sustentabilidade inclui a iluminação das barracas. De dia, elas não precisarão de energia elétrica, a iluminação virá por cima a partir do teto zenital. “Na abertura do teto, em formato de bico do pássaro, mais precisamente embaixo do bico do pássaro haverá uma iluminação zenital, de zênite, figura geométrica que na arquitetura permite uma iluminação de cima, natural’’, esclarece João.

Cada barraca bar-restaurante terá em seu interior copa-cozinha, o bar com espaço para 100 pessoas e um conjunto de banheiros com acessibilidade. Na área externa, as barracas terão espaço para mesas e cadeiras.


ESTACIONAMENTOS

O projeto poderá quebrar a cultura do trânsito de carros na areia da praia, já que ele garante 5 mil vagas de estacionamento ao longo da pista que acompanhará os 2 km de orla. Além disso, outras 5 mil vagas poderão ser acessadas nos chamados ‘’bolsões de estacionamentos’’, isto é, quadras transformadas em estacionamentos, totalizando 10 mil vagas para carros.

O total de 10 mil vagas de estacionamento, segundo o arquiteto, atenderá o movimento de maior pique do balneário, que tem cerca de 30 mil habitantes mas, em alta temporada, a exemplo do mês de julho, chega a concentrar 300 mil pessoas. “Hoje é difícil proibir o tráfego de veículos no Atalaia, porque não se tem opção de estacionamentos’’, lembra.

O arrimo da orla também será moderno. Ele será acurvo, ondulado. João Castro enfatiza que essa ondulação é necessária para minimizar o impacto da onda no arrimo em dias de marés grandes, lançantes. “A onda é energia, quando você bate direto, de frente em um plano reto, há 100% de energia ali, quando você ondula o plano, você reduz 80% daquela energia, minimiza o impacto, sem falar que você está imitando o mar, fazendo curvas, fazendo onda’’, argumenta o arquiteto.

Num plano de cima para baixo, a configuração visual da nova orla compreenderá o arrimo, depois 20 metros de calçadão, mais 20 metros de área para a barraca, pista e estacionamento. A diferença de altura do arrimo para a areia da praia, diz o arquiteto, vai variar em função da topografia do terreno, entre três e cinco metros de altura. “Essa altura será alcançada através de rampas e escadas ao longo da orla, amplamente acessível’’.

Para o piso-calçadão se projeta uma lajota que exiba o ‘S’ de Salinas. O paisagismo usará grama e arbustos com valorização de um conjunto colorido de bougainville, espécie muito presente e adaptada a Salinas. “Do acesso do estacionamento para as barracas e para a praia, a pessoa vai passar por baixo de belos caramanchões coloridos de bougainville’’, disse o urbanista.

“Salinas é o ponto do litoral mais fantástico do Brasil. Nenhum lugar do País tem aquela areia branca como um talco. No Nordeste brasileiro todo a areia é meio amarela. No Rio de Janeiro, é meio cinza. Em Santos, em São Paulo, é mais cinzenta ainda. Atalaia é perfeita. Nem na maré seca, ela fica tão distante. O rio Amazonas quebra um pouco a sua salinidade. Sim, porque as praias do Caribe são belíssimas, mas ninguém aguenta aquela salinidade altíssima, que inclusive faz mal à saúde. E, para completar, ela é o encontro da floresta Amazônica com o oceano Atlântico e o rio Amazonas, que ora e outra passa por lá’’, analisa João Castro Filho, para frisar a exuberância natural de Salinas.

PUNTA CANA


Ele destaca a necessidade de se preparar a praia do Atalaia como aconteceu com a Punta Cana, banhada pelo mar azul do Caribe e hoje o mais importante centro turístico da República Dominicana. E também destaca os investimentos que os alemães fizeram na ilha de Maiorca, hoje um grande ponto turístico espanhol no arquipélago das Baleares espanholas.

A área administrativa proposta pelo arquiteto para a praça central na orla, também se mostra moderna para os padrões dos balneários brasileiros. A área reserva espaço para o funcionamento de uma subprefeitura de Salinas, com as presenças do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Polícia Militar. “Isso ainda não existe, é uma proposta moderna. A ideia é reunir os órgãos que possam oferecer serviços para o frequentador da praia e garantir a gestão do lugar’’, avalia o arquiteto.

Grande conhecedor de Salinas, o empresário Carlos Xerfan conheceu o projeto e o defende, apaixonadamente. “Eu tenho certeza que as pessoas e as autoridades, como o governador Simão Jatene, que podem determinar uma obra como essa, quando conhecerem esse projeto vão ficar bem impressionados como eu fiquei’’, afirmou ele, para completar em seguida: “Esse projeto é maior do o que foi feito na orla de Fortaleza. E você vê a força do turismo em Fortaleza por causa daquela orla. Então, esse projeto é bom para Salinas, o Pará e o Brasil. A beleza natural que nós temos ali é uma obra-prima e precisamos valorizá-la’’, disse Carlos Xerfan.

Outro grande incentivador do projeto é o médico João Felício Abraão, que doou um terreno de 700 metros e vai doar mais outra área de 1.300 metros para a conclusão do projeto de João Castro Filho. “É um médico que criou duas cidades: Salinas e Atalaia’’, disse o arquiteto sobre João Abraão.







sexta-feira, 29 de abril de 2016

Homenagem de estudantes à Maracanã

video


A aula foi de turismo no curso profissionalizante Qualificar de Castanhal, mas que mantém um polo na cidade querida de Maracanã. Então, tudo certinho, belezas naturais, cantinhos encantadores, partiram os estudantes Orrana Raiol. Francisco Daniel, Maria Socorro, Eliene Costa, Camila e Elizeth sob  orientação do professor Taelen Ferreira e o resultado você assiste aqui no blog.

O adeus de 'Zé Moura'


Às onze horas da manhã de hoje sob um belo sol foi iniciado o cortejo que levou o corpo do prefeito (1986-1989) de Salinópolis, Izidoro Pinheiro Barros Filho, o popular "Zé Moura" para o jazigo da família no cemitério-parque "Recanto da Saudade". Um momento de último adeus vivenciado por familiares e amigos do caboclo simples, bom de prosa e que marcou a história da Atlântica Salinópolis com grandes feitos consolidados por obras, serviços e ações de seu mandato em favor da cidade.

Sua esposa Mirtes Barros, vereadora em Salinas, fez as últimas homenagens sob forte emoção, cercada pelos filhos Mauro, Beta, Andreia, Marcelo e Mourinha. Coube ao filho que carrega o nome do prefeito cantar a canção preferida de Roberto Carlos "Meu querido, meu velho, meu amigo".

Na solenidade fúnebre ,amigos de todos os cantos estiveram presentes: o prefeito atual de Salinas, Paulo Henrique Gomes e seu pai Di Gomes; o presidente da Câmara Municipal de Salinas, vereador Jorge Sacola e ainda o vereador Nilson Santa Brígida; o ex-secretário de turismo de Salinas, Ney Santos; o ex-vereador de Salinas e irmão Iramir Barros; o hoteleiro Paulo Lobato; o prefeito de Maracanã (2007-2012) Tinô dos Santos, o ex-vereador de Maracanã Raimundo Sá, o blogueiro e ex-secretário de educação de Maracanã Icaro Gomes e sua esposa Fernanda Cristo; o amigo da família Acácio de Capanema Marcos Alan,o blogueiro Alemão Wanzeller e o empresário Almir Silva, entre tantos outros que forma prestar as últimas homenagens e solidariedade aos familiares do Zé.


Algodoal contra a Dengue e outras doenças

Professores e alunos da escola da rede municipal de ensino de Maracanã na vila querida de Algodoal, Maria de Lourdes Ferreira, realizaram hoje o dia "D" contra Dengue, Zika e Chikungunya. O cortejo seguiu pelas ruas da paradisíaca ilha com distribuição de panfletos sobre o assunto para a comunidade e também muitos cartazes demonstrando a preocupação para prevenir as doenças.

A iniciativa da comunidade escolar é salutar no momento de graves problemas na saúde. Parabéns professores e alunos!










Imagens: K. F.

Jovem de Marapanim encontrada morta em motel da capital


Polícia investiga caso de jovem encontrada morta em motel de Belém
Corpo de jovem de 24 anos foi sepultado em localidade do nordeste do PA.



Do G1 PA




Corpo de jovem de 24 anos foi encontrado sem vida em um motel de Belém na última terça-feira (26). (Foto: Reprodução/ TV Liberal)

A Polícia Civil investiga a morte da jovem Camila Sarmento Pereira, de 24 anos, cujo corpo foi encontrado em um motel de Belém na manhã desta quarta-feira (27). Segundo a polícia, o pai da vítima e uma amiga que teria estado com a jovem horas antes do crime deverão prestar depoimento na tarde desta quinta-feira (28) na Seccional Urbana da Marambaia.

De acordo com a polícia, Camila Sarmento Pereira teria saído de uma festa e em seguida entrado na companhia de um homem em um motel localizado no conjunto Parque Verde na última terça-feira (26). Após permanecer por cerca de uma hora no local, o acompanhante fugiu pulando o muro do estabelecimento. O fato chamou a atenção dos funcionários do motel que, ao entrarem no quarto, encontraram a vítima nua e morta na cama. Equipes do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) e da Divisão de Homicídios foram ao local e afirmaram que havia sinais aparentes de esganadura ou algum tipo de lesão no pescoço da vítima pela aplicação de força.

Após ser submetido a exame necroscópico e reconhecido por familiares, o corpo da vítima foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) na manhã da última quarta-feira (27) e sepultado no município de Marapanim, no nordeste do Pará.

Ainda segundo a polícia, o motel não possuía câmeras de segurança, porém, irá solicitar dos condomínios residenciais do entorno as imagens do circuito de segurança que podem ter registrado a fuga do suspeito de assassinar a jovem.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

A travessia do prefeito Zé Moura...


A tarde já "meiava" talvez como numa maré vazante quando o corpo do amigo prefeito (1986-1989) de Salinópolis, Zé Moura, não mais resistiu e faleceu na capital do estado, Belém do Pará.

Uma vida com história

Isidoro Pinheiro Barros Filho, o popular "Zé Moura" de Salinas, nasceu na vila de São Bento, quando ainda pertencia à Maracanã. Caboclo trabalhador, ganhou à cidade onde formou seus negócios baseados em posto de combustível, estância, açougues, hotelaria e restaurante. Um grande contador de histórias e estórias, detinha a habilidade para uma boa prosa e assim cultivou muitos amigos em Salinópolis e em toda a região nordeste do Pará.

As amizades eram tantas que foi o primeiro prefeito eleito democraticamente na cidade de Salinas pelo PMDB, conduzindo os destinos da atlântica entre 1986 e 1989. De sua gestão, surgiram os bairros em torno do maçarico e o turismo foi efetivamente tratado pela primeira vez com importância pelo poder público.

Na política construiu grandes laços de amizades e era no seu casarão o pouso certo de importantes lideranças do Pará como Jader Barbalho, os saudosos Hélio Gueiros e Almir Gabriel, entre tantos outros.

Na capital do estado também criou raizes e foi pra lá que juntamente com sua esposa, Mirtes Barros, levou os filhos para formá-los um por um: Beta Mutran é advogada e empresária, Marcelo é o engenheiro, Mourinha - o outro Isidoro - é arquiteto e músico, Andréia é psicológa e o filho mais conhecido na região, Mauro Barros, advogado muito querido e que segue os caminhos políticos do pai.

Amigo de muita gente, Zé Moura manteve de seus negócios, o Hotel Praia Bela - um dos mais charmosos de Salinas  onde trabalhava, conversava e recebia a todos com carinho peculiar. A política nunca saiu de sua mesa de café e nas últimas eleições, sua esposa Mirtes Barros se elegeu a única mulher vereadora de Salinópolis.

O velório acontece na capela do "Recanto da Saudade" e o sepultamento acontecerá amanhã à tarde na capital do estado.

Descanse em paz, companheiro Zé Moura.


Polícia procura familiares de homem encontrado morto em Salinas



Agora à tarde na cidade de Salinópolis, foi encontrado morto Valter Raiol Frade. A casa em que residia no bairro da Taperinha era alugada e a proprietária do imóvel não tem informações sobre familiares.

A polícia local investiga o caso e o IML Renato Chaves de Castanhal já encontra-se no local para perícia e remoção do corpo. A Polícia Militar disponibilizou o número 091-981172737 para informações de parentes e amigos que possam reclamar o corpo.

Fonte: Plantão de Notícias - Agência do Rádio -Facebook

A rua do leitor

Leitor que mora no bairro da Liberdade, cidade de Maracanã, registrou o lixo que encontra-se repousando por muito tempo na rua em que reside.

 Recado dado!




Agressão de mulher toma conta das redes sociais em Maracanã


Da Redação
Imagens cedidas e autorizadas pela família da vítima
Posts do Facebook em modalidade pública



Ontem, início da noite, Danyele do Rosário Costa, 35 anos, conhecida na cidade como "Pretinha",trafegava em sua motocicleta na rua Espirito Santo, às proximidades do cemitério São Miguel Arcanjo, quando foi derrubada por três pessoas que estavam de tocaia e violentamente agredida. Segundo testemunhas, a agressora teria contado com a proteção do irmão e namorado, para que ninguem socorresse a vítima, que não podia se defender em razão do veículo ter caído em cima de seu corpo.

A confusão logo repercutiu na rede social Facebook, onde uma postagem do internauta Andrey Siqueira(https://www.facebook.com/andrey.smith.7564?fref=ts) , relatando e opinando sobre os fatos, serviu como cenário de diversas discussões. Segundo a postagem do internauta, a agressão foi covarde e uma "casinha" para a vítima.

Ainda conforme relatos, a agressão da jovem de prenome "Naiara" contra "Pretinha" é movida por vários atritos antigos, inclusive de conotação "política". Conforme a filha da vítima, os agressores depois da ação teriam se escondido em uma casa no bairro da Campina.

Na internet, o internauta relator do fato diz que supostamente a agressão teria sido comemorada por pessoas ligadas a grupo político em Maracanã por meio do WhatsApp. A confusão já tomou nuances de ofensas na internet e continua agora pela manhã.

A vítima realizou os exames de praxe e registrou o fato na delegacia de polícia cívil e aguarda as providências legais.

Por outro lado, a discussão continua instalada na rede social "Facebook" no perfil público de Andrey Siqueira. Veja os principais trechos:


















Professora é presa por aliciar crianças para advogado




As investigações apontaram que parte das crianças era levada a motéis para encontros com o advogado. (Foto: Divulgação)


Policiais da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) prenderam, nesta quarta-feira, dois suspeitos de participarem de uma rede de pedofilia. Tatiana Mara Araujo, de 39 anos, professora de uma creche na Baixada Fluminense, enviava fotos das partes íntimas de crianças matriculadas no estabelecimento para o advogado Roberto Malvar Paz, de 63.

Roberto é sócio de um renomado escritório de advocacia, no Centro do Rio, onde foi apreendido vasto material pornográfico envolvendo menores de idade, como fotos e vídeos — o próprio Roberto aparecia em parte das imagens, inclusive. Ele foi preso em casa, no Grajaú, na Zona Norte.

As investigações apontaram que parte das crianças era levada a motéis para encontros com o advogado, que é casado e pai de dois filhos. Em um dos vídeos achados pela polícia, a própria Tatiana é filmada abusando de uma menina de cerca de 4 anos dentro da creche.As imagens mostraram ainda que a relação entre os dois presos já durava pelo menos uma década. Em fotografias de 2007, ambos já apareciam juntos de cri anças.— Ela se valia do ofício de professora para aliciar as crianças — disse Cristiana Bento, delegada-titular da DCAV.

(DOL)

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Aniversário de Mãe do Rio

Convite recebido hoje dos amigos da cidade de Mãe do Rio, o KM 48 da BR 010 e que comemora seu 28º aniversário no início do mês de maio com atrações locais, regionais e nacionais.

Agradeço pelo carinho e estaremos por lá pra curtir um som.

Dia 08/05 - Show Gospel



Dia 09/05 - Show Católico



Dia 10/05 - Show Popular com a sensação do momento no Brasil




A biblioteca pública de Maracanã



Por Elizel Nascimento



A atual Biblioteca Pública de Maracanã, surgiu da iniciativa da Secretaria de Cultura do Município, no início de 2005, quando prefeito Raimundo Queiroz. Para viabilizar sua implantação, o gestor cultural na época, oficializou contatos com instituições congêneres, como a Fundação Tancredo Neves, em Belém, e o Instituto Nacional do Livro-RJ. Após o encaminhamento do rito documental foi assinado um contrato de comodato entre a prefeitura e aquele instituto com cláusulas como: - criar a Biblioteca, através de Lei Municipal e incluir no orçamento anual, previsão de recursos para manutenção e ampliação do acervo. Mas logo surgiu um impasse: a contrapartida da prefeitura de oferecer o espaço para o ponto de leitura não foi cumprida. Em junho de 2006, o Instituto comunicou a remessa de 2930 títulos; computador e impressora; TV de 29 polegadas; aparelho de som e DVD; 2 circuladores de ar; Nobreak; 5 estantes de aço com 6 prateleiras; 3 estantes de aço com 4 prateleiras; 6 mesas redondas com 24 cadeiras; e 1 mesa para atendimento. O material foi recebido e guardado em local improvisado. Em 2007, na gestão Tinô, a prefeitura reconstruiu o prédio da antiga Cooperativa dos Agricultores que estava a desabar. Em 10 de julho desse ano a Secretaria de Educação estava instalada nas dependências dos altos do prédio e na parte térrea foi inaugurada a Biblioteca. A direção e coordenação desse espaço cultural ficou sob responsabilidade da Secretaria de Educação, e à revelia de qualquer explicação convincente a Secretaria de Cultura ficou descredenciada de dar andamento no projeto que constava de um programa de incentivo à leitura nas escolas e estabelecer intercâmbio para se conseguir uma brinquedoteca. Assim sendo, a Secretaria de Cultura e Turismo passou a cumprir tarefas técnicas, de suporte e logística em projeto de eventos e procurou divulgar o município em nível nacional. Acompanhou o Carimbó de Raiz do Pará, até São Paulo no Salão do Anhembi, durante a IV-Feira do Turismo do Brasil, com várias apresentações do Grupo “Novo Zimba” de Maracanã, sem onerar o município. A referida Secretaria elaborou, ainda, um inventário completo sobre às perspectivas do ecoturismo no município, o que permitiu a outorga do “selo” – “Maracanã, Município de Potencial Turístico na Amazônia Atlântica Paraense”. Hoje a Biblioteca tem participação tímida no processo cultural do município e não está mais no seu espaço original, pois cedeu a área para a agência do Banpará.