domingo, 29 de março de 2015

São cinco vítimas fatais em decorrência do acidente da Van em Igarapé-Açu

O acidente ocorrido ontem, às 8h50, no KM 3 da estrada que liga Igarapé-Açu à Castanhal, vai se transformando em uma das maiores tragédias da região, em razão do número de vítimas fatais e a dor de tantos familiares e consternação na cidade de Igarapé-Açu e cidades vizinhas.

Familiares das vítimas que continuam internadas e necessitam de cirurgias continuam acompanhando no hospital Metropolitano, em Ananindeua.

Na hora do acidente, morreram os jovens Eline Barros, estudante da Unopar e Arion Santana dos Reis, professor de música. Ambos da cidade de Igarapé-Açu.
Eline Barros participava de concursos de beleza na região

Arion Santana era professor de música no CRAS da cidade de Igarapé-Açu

Às 15 horas na UPA Castanhal, faleceu Regiane Teixeira, 28 anos, funcionária da Celpa na cidade de Igarapé-Açu e que será sepultada hoje às 15 horas no município de Magalhaes Barata.

Regiane deixa um casal de filhos


Ontem no final da tarde, faleceram no hospital Metropolitano, o jovem de Igarapé-Açu, Luiz Wagner Cardoso Magalhães, de 26 anos e Plínio Gonçalves Rodrigues. 

Wagner não resistiu aos graves ferimentos. O Blog ainda não conseguiu detalhes sobre Plinio.


Segundo boletim do hospital, outros trêss feridos continuam internados:Felipe da Silva, de 17 anos, passou por exame e está estável. Já Mateus Alves da Hora, de 19 anos, vai precisar passar por cirurgia no fêmur e Márcia Cleide da Paixão.

sábado, 28 de março de 2015

Plantão do Blog: Morre terceira vítima do acidente da Van em Igarapé-Açu

Resultado de imagem para luto

Infelizmente, o dia é de muita tristeza na região nordeste do Pará, o Plantão do Blog continua colhendo informações para, principalmente, atender parentes que estão longe e preocupados, buscando notícias sobre pessoas feridas vítimas da tragédia que envolveu uma Van de passageiros e um caminhão no KM 3 da rodovia que liga Igarapé-Açu/Castanhal.

Exclusivo: Anne Guimaraes-Blog do Ícaro


Passava de 15 horas, quando foi oficialmente anunciada na UPA Castanhal a morte de Regiane Teixeira, 28 anos, funcionária do escritório da Celpa em Igarapé-Açu e que vinha na Van justamente para um treinamento da empresa. O pai da vítima Vildo Teixeira reside no município de Magalhães Barata e é o irmão mais velho da professora Maria Pinheiro, uma das pioneiras na educação da região do Mota/Penha, onde os familiares já estão mobilizados para viajar ao IML Castanhal.
Exclusivo: logo após o acidente em outra Van

O helicóptero do governo do estado era aguardado para remoção da jovem, mas não chegou a tempo. Regiane Teixeira era evangélica e deixa um casal de filhos menores. A empresa de energia Celpa, segundo um parente, está prestando todo o apoio necessário à família.

Novas informações sobre acidente da Van em Igarapé-Açu

Van colidiu com caminhão neste sábado. Igarapé-Açu PA-320 (Foto: Polícia Militar)
Imagem: G1 Pará
Um clima de pesar cobre a cidade de Igarapé-Açu, nordeste paraense, devido o gravíssimo acidente ocorrido hoje pela manhã, quando um veículo Van do transporte coletivo Igarapé-Açu/Castanhal perdeu o controle devido a freada brusca de um carro não identificado que seguia na frente. A Van era conduzida pelo conhecido motorista Anselmo, que ficou bastante ferido e encontra-se no Hospital Metropolitano de Belém. Também no mesmo hospital, sob os cuidados da equipe médica o jovem Vagner, também muito popular em Igarapé-Açu.
Wagner, um dos feridos de Igarapé, encontra-se no Hospital Metropolitano - imagem: Facebook
Muitos feridos foram atendidos no hospital municipal e depois encaminhados para a UPA Castanhal e Metropolitano de Ananindeua.

Na hora do acidente, morreram instantaneamente os jovens Arion Santana Reis e Eline Barros, que viajava para participar de aula em faculdade da cidade de Castanhal. Não há confirmações de óbitos em hospitais da região.

Regiane Teixeira, 28 anos, que trabalha no escritório da Celpa em Igarapé-Açu e tem muitos parentes na região da vila do Mota em Maracanã, bastante machucada, aguarda o helicóptero de salvamento do governo do estado para ser transferida para o município de Paragominas, onde será realizada uma cirurgia complexa de emergência.

O jovem Vagner, também muito popular em Igarapé-Açu encontra-se sob os cuidados do Hospital Metropolitano em Ananindeua.

Duas vítimas fatais da Van em Igarapé-Açu confirmadas

Dois jovens muito conhecidos na cidade de Igarapé-Açu, estavam como passageiros da Van que viajava hoje antes de 9 horas para à cidade de Castanhal e colidiu violentamente com um caminhão. Conforme apurado pelo Blog, os dois jovens são as vítimas fatais em decorrência da tragédia próximo à indústria Palmasa.

Eline Barros, estudante com futuro brilhante, desfilou no último concurso do garota verão da cidade.

Eline

Eline Barros no desfile



O outro jovem é o professor de música, que desenvolvia suas atividades no CRAS - centro de referência de assistência social da cidade, Arion Santana dos Reis, nascido em Salinópolis, mas que vivia em Igarapé-Açu.

Arion Santana

Imagens: Perfis/Facebook

Acidente com Van em Igarapé-Açu causa mortes

Resultado de imagem para luto

Na cidade de Igarapé-Açu, uma das mais importantes da região, o estado da população é de choque e apreensão. Informações apuradas agora pelo Blog, registram que mais um passageiro da Van faleceu ainda a pouco no hospital municipal, elevando para quatro o número de mortes.
A Polícia local ainda não divulgou a identidade das vítimas fatais.

Imagens: grupo de WhatsApp do Blog





A qualquer momento, novas informações!

Acidente entre Van e caminhão próximo à Palmasa: dois mortos




Um acidente de grandes proporções aconteceu ainda a pouco, às 8:50h,  na estrada que liga Igarapé-Açu a São Francisco do Pará, nas proximidades da empresa Palmasa, indústria de processamento de dendê. Segundo as primeiras informações, são dois mortos e muitos feridos.
Um veículo Van transportando passageiros das cidades da região chocou-se com um caminhão no trecho conhecido como "subida do abacate". Equipes de saúde de Igarapé-Açu e São Francisco já estão no local.
Daqui a pouco, novas informações.

Do local do acidente: Informações e imagens: Wyllyann Carvalho.


Atualização: 09:30

Não há como confirmar ainda a quantidade de feridos e se há mais vítima fatal, pois alguns passageiros estão debaixo do veículo VAN.




Imagens: grupo de WhatsApp do Blog

Atualização: 09:43

No acidente com mortes, também colidiu mais um veículo Táxi com placas da cidade de Igarapé-Açu.







Imagens: Grupo de WhatsApp do Blog

sexta-feira, 27 de março de 2015

Assaltante é morto em Castanhal


Assaltante é morto ao tentar roubar policial civil




(Foto: Reprodução/Twitter)


Um assaltante identificado apenas como “Cafú” foi morto no início da tarde desta sexta-feira (27), após tentar assaltar um policial civil no município de Castanhal, nordeste paraense. O caso aconteceu na rua Lauro Sodré, próximo ao campo do Santa Lídia, no bairro do Milagre.

Segundo informações de testemunhas, dois assaltantes tentaram roubar a motocicleta do policial civil, que baleou um dos criminosos durante a fuga dos dois. Um deles morreu na hora e o comparsa conseguiu fugir.

Cafú era conhecido pela polícia por roubar motos no município.

Peritos do Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para remover o corpo. Já policiais da Delegacia de Castanhal e da Divisão de Homicídios da PolíciaCivil também estiveram no local para reunir informações sobre o caso.

(DOL)

Imagens do grupo de WhatsApp do Blog:






A merenda, o vereador, a ação, a prefeita.

Como sempre o Blog é a causador de muitas pautas na cidade de Maracanã, inclusive, dos temas discutidos na Câmara Municipal. Hoje, da tribuna, o esforçado vereador Wesley Lindo (PR), discorreu sobre merenda escolar, tentando defender o atabalhoado governo da professora Dica (PSDB) que iniciou as aulas após o carnaval e até hoje só serviu farofa de vento aos alunos.

Segundo o pronunciamento do nobre vereador, a merenda não é comprada, pois a gestão não está recebendo a cota mensal do governo federal que garante a maior parte do recurso, haja vista, que há dinheiro da contrapartida da Prefeitura que pelo jeito ainda não foi aplicada, caso o contrário, daria pra comprar pelo menos sucos, frutas, biscoitos...
No KM 17, o esforço da merendeira para servir algo para os alunos em post antiga do Blog
O vereador Lindo discursando sobre a cidade, fala de tantos investimentos, que pensei estar ouvindo um parlamentar na Câmara de Barcelona (Espanha). Mas, ao final desafiou o blog a publicar que segundo ele "os recursos da merenda escolar não chegaram pela ausência de prestação de contas dos anos de 2008 e 2009".
Como o Blog é democrático aqui publicamos a visão do vereador e a solução: - quando o município deixa de receber recursos em face da ausência de prestação de contas de gestores anteriores é fácil resolver, bastando ingressar com uma ação contra o gestor da época e então a Prefeitura torna-se adimplente.
Ilustração
Para ajudar ainda mais, caso isso esteja mesmo acontecendo, a gestora do fundo municipal de educação no período e, portanto, gestora da merenda escolar era a atual prefeita D.Costa, ou seja, os advogados que ganham muito bem na prefeitura, ingressam com uma ação da Prefeitura contra a própria prefeita, que, aliás despacha no mesmo prédio.

Um cantinho do Pará sob batuta dos ladravazes


Eles não são muitos. Mas, os destinos de uma cidade dependem de suas cabeças. O grupo pequeno de ladravazes está posicionado nas principais cadeiras e tem um gosto refinado por carruagens, sempre caras e reluzentes.
A primeira atitude foi a de oprimir o povo, com perseguições pautadas em tendências da época do ronca. Controlam o dinheiro que pouco circula, e quando gira, em poucas mãos. Controlam o combustível, a rádio da cidade, a escola sede, a escola contemporânea, o igarapé, o porto, a ilha, o manguezal, o mercado e em muitos casos a vida das pessoas.


Decretaram a proibição que um amarelão não pode falar com um azulão. Os ladravazes assumiram tudo: o que se ensina, quem será curado ou não, quem vai pra igreja ou não. Compraram muitos vassalos que são modicamente pagos para propagandear as pouquíssimas ações nas mídias.

Sexta-feira de paz, dia de perguntas. Que tal exercitar a cuca?

1. Qual é esse cantinho do Pará?
2. Quem são os ladravazes?????

O Pará na tela grande


Atores chegam para filmagens em Breves




Uma aventura marajoara. Filme baseado na história da fundação de Breves ganha reforços globais (Foto: Bruno Carachesti)


Os atores Silvia Quadros e Leonardo Medeiros chegaram ontem a Belém e logo embarcaram para Breves, no Marajó, onde gravam participação especial no filme “Os Breves – A Persistência de um Povo”, do diretor Paulo Miranda.

O romance tem como pano de fundo a história da fundação da cidade de Breves e vai contar com diversos atores locais. Leonardo vai interpretar Ângelo, um governador, e Silvia, a esposa dele, Inês de Souza.

Os dois já haviam trabalhado juntos na novela “Em Família”, da TV Globo, na qual também interpretaram um casal nos últimos capítulos.

A pré-produção do filme já ocorre desde 2014, quando houve a seleção do elenco local e os escolhidos passaram a receber diversas oficinas de preparação.

Em julho, houve o primeiro contato com o roteiro e ao longo do mês passado diversos especialistas ajudaram na organização de outros elementos importantes para a narrativa.

O antropólogo e pesquisador do Museu Emílio Goeldi Antônio Maria, por exemplo, deu aulas de língua tupi e o elenco recebeu, ainda, aulas de pintura e dança indígena.

A atriz Silvia Quadros aprovou a ideia do diretor Paulo Miranda. “Acredito que isso traz uma série de benefícios. Primeiro, vamos trabalhar com um pessoal que já conhece a região, a história (que é foco do roteiro) e tem a questão do custo de produção. Fazer cinema no Brasil é difícil, quase sempre com baixos recursos. E é muito bom você dar oportunidade para as pessoas que são locais. A gente sabe que os grandes centros são no Sudeste, mas tendo uma produção já acontecendo no local é muito bom”, comenta.

Esta será a primeira vez que a atriz irá conhecer a cidade de Breves. Paraense, ela conta que do arquipélago do Marajó a única cidade que conhece pessoalmente é Soure.

“Vai ser a primeira vez e dentro de uma oportunidade muito boa... Sei que as filmagens já estão acontecendo na cidade e fico um pouco ansiosa. Ainda não sei bem como será esse primeiro contato”, conta, alguns minutos antes de embarcar para o local das gravações.

O ator Leonardo Medeiros, que atualmente vive o personagem Lauro, na novela das seis da TV Globo, “Sete Vidas”, deixou um pouquinho papel de melhor amigo do protagonista, Domingos Montagner, para conhecer pela primeira vez o Pará.

“Por isso que estou vindo... Quando eu vou ter uma oportunidade dessas para conhecer o Pará?”, diz ele.

Sobre o filme, conta que vai conhecer o roteiro já nas locações. “Prefiro chegar vendo no que vai dar”, diz, e faz um elogio à companheira de cena: “Eu adoro (fazer novamente um casal com Silvia), porque ela é um amor”.

Atriz paraense viverá papel de mulher manipuladora

A atriz Silvia Quadros gostou muito de sua personagem, que, como mulher de um homem importante, foge do que foi sua personagem anterior na novela “Em Família”.

“Gostei muito do roteiro e achei a personagem fantástica, até porque ela é bem diferente do outro trabalho, no qual fui uma secretária certinha, passiva. Essa não, ela é esperta, manipuladora, tem poder. É uma honra fazer uma personagem que existiu realmente, reviver um pouquinho da história do Brasil”, diz.

Os primeiros habitantes da região foram os índios da tribo dos bocas e Breves era o nome da família portuguesa dos irmãos Manoel e Ângelo, sendo a mulher deste Inês de Souza.

Eles se estabeleceram no local, uma sesmaria concedida a Manoel pelo capitão-general João de Abreu Castelo Branco, em 19 de novembro de 1738.

No lugar onde hoje está edificada a cidade, Manoel Breves Fernandes, com o irmão e a cunhada, fundou um pequeno engenho e fez plantações de roças. Outros parentes passaram a viver no lugar para lhes ajudar e a propriedade tornou-se conhecida como lugar dos Breves.

“Os Breves- A Persistência de um Povo” contou ainda com a colaboração do pesquisador Rui Martins como figurinista. “Figurino é mais que roupa e adereços, é ferramenta ou mesmo um veículo de mergulho que nos facilita o acesso artístico a outros tempos”, declarou sobre a importância de retomar a história em seus mínimos detalhes.

Os cenários serão espaços da própria cidade, suas áreas verdes, o rio e diversas casas coloniais, que antes serviram aos ensaios e a partir deste fim de semana passam a receber as câmeras.

(Diário do Pará)

quinta-feira, 26 de março de 2015

O Blog no whatsApp

Resultado de imagem para whatsapp

Amanhã nosso combatido e combativo Blog - um espaço virtual insistente, persistente e sobrevivente - chega a incrível marca de 900 mil acessos. E lembro que começamos de brincadeira, para alguns amigos da região. O caso virou sério e nos tornamos o maior de toda a região do salgado com média diária de 1.500 acessos.
Resultado de imagem para whatsapp

Bem para agilizar a nossa chegada a marca memorável de 1.000.000 de acessos, queremos contar ainda mais com a sua participação. Lançaremos amanhã o nosso WhatsApp do Blog, agora você poderá mandar a informação de onde estiver em tempo real. Aquela imagem da sua rua, uma reclamação, um aplauso, um fato, uma opinião. Eu conto com você blogleitor.

A tampa da mala vai voar!

O abandono cultural em Maracanã

A cultura Popular é composta pelas manifestações culturais (dança, música, festas, literatura, folclore, arte, entre tantas outras) em que o povo produz e participa de forma ativa.
Surgida a partir das tradições e costumes e é transmitida de geração para geração, principalmente, de forma oral.

Arquivo do Blog

Manifestações como: carnaval, danças e festas folclóricas, literatura de cordel, provérbios, samba, frevo, capoeira, artesanato, cantigas de roda, contos e fábulas, lendas urbanas, superstições, etc. Na região do salgado paraense, tradições como quadrilhas juninas, cordões de pássaros, bois bumbás e outros mantêm-se vivas, mesmo não recebendo o incentivo devido.
Em Maracanã, as tradições não recebem mais o valor devido e definido no orçamento anual, ficando mendigando dinheiro em comércios e simpatizantes. No orçamento é estabelecido o recurso da subvenção cultural justamente para manter perenes as tradições populares.
Nas redes sociaís, uma das maiores quadrilhas juninas da cidade de Maracanã reclamou publicamente do abandono cultural.
A esperança agora é que providências sejam tomadas, já que só tem funcionado a reboque do Blog.


Raça Junina
5 h ·

Ai que saudades que tenho
Das noites de São João...
Infelizmente a quadrilha Raça Junina estará mais um ano ausente das quadras juninas... Morreu a cultura de Maracanã

se sentindo triste.

Descurtir · Comentar · Compartilhar

Você, Ellen Carolina e Mara Lima

Era só o que faltava: Escola primeiro lugar no Enem será despejada






(Foto: Reprodução/Google Street View)


Alunos e o corpo técnico Escola Estadual Tiradentes II, no bairro da Batista Campos, em Belém, farão um ato nesta quinta-feira (26), a partir das 8h, em repúdio à ordem de despejo expedida pela Justiça. Esta é a data para que eles deixem o prédio.

Cerca de 700 alunos terão que ser remanejados, já que o proprietário do local onde funciona a escola exigiu na Justiça a devolução do prédio. Na escola, que é primeiro lugar no Enem na rede estadual de ensino no Pará, o clima é de preocupação com o ano letivo.

Segundo o secretário da escola, Rodrigo Oliveira, o processo estava caminhando na Seduc até o momento em que o governo do Estado deixou de pagar o aluguel.

Maurílio Estumano, coordenador da Executiva Belém do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), lamentou a situação da escola. “O Governo tem a obrigação de zelar pela qualidade da educação. Ver uma escola ser despejada por falta de pagamento é só mais um reflexo com o descaso com a educação no Estado, assim como a falta de reformas, obras abandonadas e má conservação”, avaliou.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou que esgotou todas as tentativas de negociar o contrato de locação para evitar transtornos aos alunos.

“Infelizmente, diante da impossibilidade de acordo com o proprietário, que argumentou não ter mais interesse em alugar o prédio, a Secretaria se vê na obrigação de garantir o ano letivo com a solução mais adequada”, disse.

A Seduc garante que os alunos não serão prejudicados com o término do contrato de locação do prédio. “Os discentes serão realocados para outras unidades de ensino mais próximas de suas residências”.

(DOL)

Dilma em Capanema


Dilma Rousseff virá ao Pará na segunda-feira




A última visita da presidente a Belém ocorreu em abril de 2014, durante formatura de alunos do Pronatec (Foto: Antônio Cícero/Arquivo)


A presidente Dilma Rousseff visita o Pará na próxima segunda, 30 de março. Ela vai entregar 1.032 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida no Conjunto José Neto, em Capanema. Nesta etapa do programa, estão sendo beneficiadas famílias com rendas mensais de até três salários mínimos. O programa habitacional do governo federal é financiado pela Caixa Econômica Federal.

O novo conjunto habitacional em Capanema, que será visitado pela presidente Dilma Rousseff, conta também com estrutura de creche e área de lazer para as crianças.

Em fevereiro deste ano a presidente anunciou o início da terceira etapa do Programa Minha Casa Minha Vida. Serão mais 3 milhões de moradias para famílias carentes. Até hoje o governo federal já entregou 2 milhões de moradias e até o final do ano serão entregues mais 1 milhão e 750 mil casas construídas pelo programa.

A previsão feita pela presidente Dilma é de que, até o final de 2018, sejam construídas e entregues aos novos moradores mais de 6 milhões e 700 mil casas construídas através do programa.

O Minha Casa Minha Vida tem como meta reduzir o déficit habitacional brasileiro, um dos problemas mais crônicos do país. A meta do programa em 2010, quando foi lançado, era de entregar 1 milhão de novas habitações.

Na segunda fase (2011-2014), a meta era construir dois milhões de unidades habitacionais, das quais 60% voltadas para famílias de baixa renda.

(Diário do Pará)

Jatene: Ou paga o piso ou não piso na escola

Vários governos já enfrentaram greves e a solução veio de diversas formas, mas com diálogo e cada lado sempre cedendo um pouquinho. Simão Jatene começa muito mal o mandato, colocou um técnico na SEDUC, de onde conseguiu quebrar muitas correntes. Todavia, não equacionou a principal questão: todos sabem que há recursos na educação, a área hoje que recebe melhor investimento federal e, portanto, não cabe a desculpa para nenhum gestor de não pagar corretamente o piso nacional definido por lei e no valor de R$ 1.917,78.

A greve dos professores ficará conhecida como "Sombrinhada", devido as caminhadas nas ruas com sobrinhas em razão das fortes chuvas do inverno amazônico e quando faz um sol, o tempo fica mesmo muito abafado.

Já são 84 municípios paralisados pelo movimento no primeiro dia, o que assegura que o sindicato tende a aumentar o número nos próximos dias. Pelo andar da carruagem, só há um jeito: dialogar e negociar.


quarta-feira, 25 de março de 2015

A Pororoca no Capim

Quando criança ouvia causos sobre a onda que batia na ribanceira e levava tudo o que encontrava pela frente. Um fenômeno amazônico fabuloso retratado pelo encontro nas grandes marés do rio com o mar. Sempre visito São Domingos do Capim no periodo do festival, posso até dizer que sou um "pororoqueiro" apaixonado. Entretanto, nosso Ver!ssimo ainda não tem idade para grandes aventuras e emoções, por isso, o Blog enviou um repórter exclusivo - o que mais entende de Pororoca no Pará. Afinal, João Freitas Junior, o nosso fotógrafo oficial nasceu naquelas bandas.
A prefeitura da cidade deu um show de organização e o evento saiu dentro dos conformes

Veja as imagens exclusivas do nosso enviado especial!

Nosso enviado especial João Freitas Júnior














Surf noturno

E teve festa

Shows e super Pop

Prefeito Yoiti Nakata