quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Era só o que faltava!!!


Casal enterrava drogas em casa e maltratava a filha especial
Dupla foi presa e adolescente será atendida pela Unidade do Pro Paz no município



Um casal foi preso pela Polícia Civil por cometer dois crimes: tráfico de drogas e maus tratos com a filha adolescente. A prisão aconteceu nesta quarta-feira (29) no município de Bragança, no nordeste paraense.

Rosiel da Silva e Silva, conhecido como "Jack", e Maria de Jesus Correa da Silva, conhecida como "Maria da Pedra" foram mantinham a filha em condições precárias e ainda tinham no quintal enterrado, 15 porções de pasta de cocaína, encontrados pela polícia na residência.

Uma equipe técnica da Unidade Integrada Pro Paz, sob coordenação da delegada Cristina Maria Lima Bastos, fez visita ao local para verificar a situação da jovem e encaminhá-la para atendimento médico especializado. Os acusados foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Eles já estão presos à disposição da justiça.


Fonte: Portal Princesa

O que diz o jornalista da Amazônia

 LÚCIO FLÁVIO PINTO
Resultado de imagem para lucio flavio pinto




Quando não é esquecido, o Pará – mesmo sendo o nono em população do país, com seus oito milhões de habitantes – é minimizado pela grande imprensa nacional. Só é destacado por fatos ruins, exóticos ou bizarros de que é cenário e vítima.

Essa regra se mantém na cobertura das eleições, indiferentemente ao fato de que o Estado é o segundo maior fornecedor de divisas ao país, abaixo apenas de Minas Gerais. É o quinto produtor e o terceiro exportador de energia bruta dentro das fronteiras nacionais, depois do Paraná (que abriga a usina de Itaipu) e Minas (que tem a maior quantidade de hidrelétricas, a maioria de pequeno porte).

A Folha de S. Paulo, o de maior tiragem dentre os principais veículos impressos da grande imprensa, abriu uma janela no seu noticiário para mostrar o governador que mais vezes conseguiu se eleger pelo voto direto no Pará (talvez no Brasil?). Simão Jatene aproveitou para desempenhar o papel que lhe foi atribuído na campanha eleitoral e a partir do qual montou numa nova biografia. Agora é o paladino dos interesses de todo povo paraense e não apenas um tucano da elite. Exibe uma moral e brada gritos de guerra que são desejáveis e elogiáveis, mas que soam falsamente na sua boca.

Insuflado pelo grupo Liberal, que o tem incensado com seus propósitos escusos, e cego pela exaltação da roda de áulicos e acólitos, que pretendem usufruir das benesses do novo mandado do PSDB, o governador olha para a sua nova biografia como se ela consolidasse o que fez, apagando tudo que deixou de fazer, mas que agora é tocada pelo dedo alquímico da farsa. O pó vira concreto pelo passe de mágica das palavras de um discurso tão constante que cansa e chateia. Porque é vazio de conteúdo, mero exercício retórico, de má sintaxe.

O título dado pelo jornal paulista à entrevista tem uma entonação homérica: “Planalto trata a Amazônia como ‘almoxarifado’, diz reeleito no PA”. É verdade. Mas, além de não reconhecer a fonte da expressão que usa (na forma original, de quase meio século atrás, diz: “a Amazônia é um almoxarifado, do qual tudo se retira e nada se repõe”), que não é dele, o governador é noviço e neófito na denúncia e na resistência a esse tratamento colonial.

A depredação do patrimônio amazônico com aval federal remonta no tempo e foi marca – ou nódoa – do regime militar, que deu o maior impulso a essa exploração colonial dos recursos e da gente da região. Mas o que fizeram de concreto Simão Jatene e Almir Gabriel, que deram ao PSDB o maior tempo de permanência no poder estadual, quando essa pilhagem avançou sob a regência do também tucano Fernando Henrique Cardoso, o príncipe sociólogo (à Maquiavel e Weber) do Brasil?

O que disse Jatene quando a lei Kandir, que já sugou dezenas de reais que deviam ter sido destinados aos cofres estaduais, foi aprovada por iniciativa de outro tucano, o deputado federal Antonio Kandir, de São Paulo (ex-ministro da área econômica de Collor de Mello), em 1996?

E o que ele e Gabriel fizeram nos anos seguintes, a não ser gritar em falsete, quando oportuno, e calar em absoluto, quando conveniente, diante da poderosa Vale, que podia criar sonhos e utopias, se enquadrada nos parâmetros de uma política pública eficiente, mas apenas molhou as mãos de políticos, donos de jornais e quetais para calar-lhes a boca e estufar-lhe os bolsos?

Circunstâncias e anomalias permitiram ao economista Simão Robison Jatene, aos 65 anos, se tornar o maior político da história do Pará pelo critério de eleições diretas acumuladas. Mas esse estandarte está mais coerente com a pobreza imposta ao Pará do que com sua riqueza dilapidada.

“Menas” fantasia, sr. governador. Mais realismo, trabalho e competência. Para fazer para merecer o que os ventos caprichosos e sádicos da história lhe proporcionaram: a oportunidade de se redimir, assumir a humildade, ver com realismo e fazer pelo Pará o que não fez – e deixar de fazer o que não devia ter feito.

Discussão política acaba em morte


Briga por adesivo de partido pode ter provocado morte de secretário em Marapanim
Barros teria colado adesivo de partido em homem, que o atingiu com 2 tiros.




O secretário de habitação da prefeitura municipal de Marapanim, Cláudio Márcio da Silva Barros, de 41 anos, foi morto a tiros na noite da última segunda-feira (27) após uma suposta discussão em um bar por causa de um adesivo de partido político. O suspeito de cometer o crime está foragido.
Segundo o investigador Nahum, da delegacia de polícia de Marapanim, no nordeste do Pará, testemunhas teriam afirmado que a vítima e o suspeito estavam em um bar quando Barros teria colado um adesivo de partido na camisa do homem. O suspeito teria reprovado a atitude de Barros e retirado o adesivo da camisa. Porém, a vítima teria insistido, colando um novo adesivo.
O homem saiu do bar e, ao retornar em uma motocicleta com uma pessoa não identificada na garupa, disparou dois tiros contra Barros. A vítima foi levada para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. 


Fonte ORM

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Vade retro!


Agressora pretendia se beneficiar da Lei Eleitoral




Elisângela pensou que iria se beneficiar de lei eleitoral e não ser detida (Foto: Reprodução/YouTube)


Elisângela Fernandes Maciel, de 22 anos, que confessou em vídeo ser a autora de uma série de torturas contra uma adolescente de 17 anos em Praia Grande, no litoral de São Paulo, foi presa na tarde de segunda-feira (27), após se apresentar na Delegacia da Mulher da cidade.

Segundo a delegada Rosemar Cardoso, responsável pelo caso, Elisângela se apresentou imaginando estar protegida pela lei eleitoral, com a certeza de que não ficaria detida. No entanto, ela não tem título de eleitor, o que possibilitou a prisão dela. "O artigo 236 veda a prisão de qualquer eleitor. Ela não é eleitora, não providenciou a emissão do título, não está inscrita na Justiça Eleitoral", disse a delegada ao portal R7.

As torturas vieram à tona em 29 de setembro, quando um vídeo mostrando Elisângela apagando cigarros no rosto da vítima foi divulgado e compartilhado nas redes sociais.

(DOL)

Sul faz beicinho para à reeleição de Dilma


Nortistas e nordestinos discriminados nas redes





No Twitter, muitos comentários de ódio contra nordestinos (Foto: Reprodução/Twitter)


Mais uma vez, internautas lotaram as redes sociais com comentários de ódio e intolerância contra moradores das regiões Norte e Nordeste, após a vitória expressiva da presidente Dilma Rousseff (PT) nos Estados.



Montagens que circularam nas redes sociais pediam a construção de um muro para dividir o NO e NE do resto do país (Foto:reprodução)

“Parabéns ao povo do Nordeste que vota no PT e depois vai pra SP governado pelo PSDB buscar uma vida melhor! Povo hipócrita!”, escreveu uma internauta no Twitter que declarou o voto no candidato do PSDB com a hashtag #EuVoteiAécio45.

O discurso de ódio contra o povo do Nordeste marcou também o primeiro turno das eleições. Foi criado na época o Tumblr “Esses Nordestinos“, que reunia mensagens ofensivas contra os eleitores de Dilma.

(DOL)

Comidinha de praia é sucesso em Salinas



II EDIÇÃO DO FESTIVAL GASTRONÔMICO COMIDINHA DE PRAIA MOSTROU OS SABORES E MOVIMENTOU SALINAS

Divulgação: Secretaria de Turismo

Com apoio da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Turismo - SETURSAL, e a realização da REDESTUR/SEBRAE e parceiros, aconteceu a segunda edição do festival "Comidinha de Praia", movimentando Salinas durante 04 dias consecutivos.
A programação contou com shows musicais e grupos locais de Carimbó, cerca de 20 empreendedores de restaurantes locais mostraram através de pratos, coquetéis, lanches e sobremesas exclusivas - todos a base de mariscos e frutos do mar - a autêntica gastronomia de Salinas.

O evento deste ano apresentou a turistas, visitantes e moradores uma moderna infraestrutura com stands, mas a atração principal ficou por conta das delicias preparadas com amor pelos chefs locais. A segunda edição, cresceu e se modernizou, mostrando-se como um dos mais importantes festivais gastronômicos de Salinópolis e da região. Ao final as melhores comidinhas foram premiadas, após a apuração dos votos do público.


















terça-feira, 28 de outubro de 2014

O avião sem janelas do futuro

Avião sem janelas permite vista panorâmica a passageiros
Avião sem janelas


Sempre aparecem novidades na indústria da aviação, seja poltronas antibarulho ou o jato particular de R$ 130 milhões. Agora há a possibilidade de o passageiro ficar literalmente, nas nuvens e viajar em um avião com uma vista panorâmica do exterior. Em cerca de dez anos, o "avião sem janelas" pode se tornar ser possível

O projeto, ainda na fase de design, está sendo desenvolvido pelo instituto inglês Center of Process Innovation (CPI).Passageiros desse "avião do futuro" que sentarem nas poltronas da "janela" poderiam escolher a vista preferida ou utilizar as telas de corpo inteiro como um sistema de entretenimento a bordo. Quem sentar no "corredor" poderia acessar o sistema futurista por meio de uma tela embutida no banco à frente deles.

Para que essa aeronave do futuro se torne realidade, seria preciso substituir as janelas por telas ultrafinas e flexíveis que reproduziriam o cenário externo através de diversas câmeras instaladas na parte de fora. Porém, esse produto ainda vai demorar, pelo menos, cinco anos para ser produzida usando a tecnologia OLED (diodo orgânico que emite luz), a mais avançada para a fabricação de qualquer tipo de tela.

As imagens exibidas nessas telas de alta definição mudariam de acordo com o movimento dos olhos do passageiro. Além de proporcionarem entretenimento, essas telas instaladas diretamente na fuselagem ou nos papéis de parede, iriam fornecer iluminação à cabine, podendo ser ligadas ou desligadas. Assim, os passageiros poderiam controlar as alterações de cor da paisagem associadas ao nascer e ao pôr do sol, o que ajudaria a compensar o jet lag, auxiliando-os a se adaptar às mudanças de fuso horário em viagens longas.

De acordo com o CPI, as telas não serviriam apenas para dar mais conforto aos passageiros, elas também são projetadas para reduzir o peso e os custos das aeronaves para as companhias aéreas. Segundo a empresa, a fuselagem seria mais leve sem janelas, o que significa em economia de combustível, menos emissões nocivas e redução de custos operacionais. Tudo isso acarretaria em tarifas mais baixas e assentos mais largos para os passageiros.

A garota mais alta do mundo poderá seguir carreira de modelo



Elizany com seus 2,06 está a um passo de realizar o tão desejado sonho.

Com os seus 2,06 metros de altura, a paraense Elisany Silva da Cruz, que mora em Salinas, ganhou destaque na imprensa internacional nos últimos dias. Participou de uma reportagem de uma TV da Argentina, que esta repercutindo muito em outros veículos internacionais, como os diários Alemãs e Japoneses.

Portal do Sal
Fotos: Edinho Costa
A garota mais alta do mundo
A garota mora em Salinas
Beleza nas alturas

A violência crescente: 39 mortes


Trinta e nove mortos em menos de dois dias




(Foto: J.R Avelar)


Foi outro final de semana de derramamento de sangue no Estado do Pará, com 39 homicídios entre os primeiros minutos de sábado (25) e as 21h de ontem, e que deixou famílias enlutadas e a polícia impotente para frear a “sensação de desamor” em que o governador Simão Jatene mergulhou o povo do Pará. Somente no domingo (26) foram 21 homicídios durante as 24 horas. em todo Estado.

O sangue começou a jorrar violentamente em Belém, no bairro do Marco. José Carlos Martins de Sousa foi morto a tiros na rua 25 de setembro com a travessa Humaitá após um assalto frustrado que terminou com perseguição e morte de José Carlos e baleamento de outro assaltante.

No município de Altamira, Francirley Narciso da Silva levou um tiro de espingarda calibre 20 na rua D do bairro de Jatobá. O assassino, identificado como Henrique Dias, mandou a vítima se ajoelhar a atirou contra o peito do rapaz, que morreu na hora.

No bairro de Val-de-Cans em Belém mais precisamente na passagem Santa Rita com a passagem Marajoara I, Fabiano Costa Pereira, de 17 anos, foi executado enquanto dormia por um homem não identificado que chegou ao local procurando a vítima.

No bairro do Guamá em Belém na passagem Fé em Deus, três homens com pistolas automáticas liquidaram com onze tiros Amadeu Barbosa de Oliveira conhecido como “Búfalo” em um crime que a Polícia Militar classificou com “acerto de contas”.

No município de Cametá no baixo Tocantins, na localidade Joana Colei, no rio Biribatuba, Leila Monteiro Gomes de 27 anos foi morta com um tiro de espingarda cartucheira calibre 12, tendo como suspeito o ex-companheiro de prenome Juarez que fugiu após o crime.

Em Marabá, na região Sul do Estado, a sindicalista Ednalva Rodrigues Araújo foi morta a tiros quando estava dentro de um carro na quadra 17 do bairro Laranjeiras em Marabá sem que a polícia tenha pistas dos criminosos que fugiram em uma motocicleta.

Também em Marabá, uma confusão envolvendo dois homens e três garotas e uma possível tentativa de estupro, acabou na execução da jovem Pauliane Lopes, atingida com disparos de arma de fogo, tendo como suspeito um homem de prenome “André”.

Em Abaetetuba, no baixo Tocantins, uma mulher foi encontrada morta na rua Getúlio Vargas com a rua major Frederico. Ela estava com uma camisa enrolada no pescoço e foi possivelmente vítima de estrangulamento. O IML fez a remoção e pericia.

No bairro de Fátima em Belém, Jaime Marcelino Lima Costa foi executado com quatro tiros na rua Diogo Móia com a travessa Três de Maio, tendo como pano de fundo segundo familiares questões relativas a droga uma fez que a vítima era usuário.

Em Ananindeua na rua Zacarias de Assunção, Jeferson Leal Palheta de 25 anos teve a casa invadida por dois homens armados de faca que o esfaquearam gravemente e mesmo ferido ele ainda pulou de uma altura de cinco metros já sem vida.

Continuando a saga das mortes violentas chegamos ao domingo (26) e a primeira vítima tombou no município de Salvaterra na Ilha do Marajó. Honorato Sarmento Coelho de 59 anos foi encontrado morto em um barranco na Praia Grande e o caso foi parar na policia para apurar as circunstâncias da morte.

Em Santa Maria das Barreiros no Sul do Estado um casal foi vítima de briga envolvendo terras. Foram mortos Raimundo Elias Soares da Silva e sua esposa Gleina Vieira da Cruz tendo como acusado um produtor rural identificado por Luiz Galdino.

Em Garrafão do Norte, Luiz Alberto da Silva estava no centro desta cidade quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta sendo um deles já identificado como “Caranguejo” que esta sendo acusado de ter dado seis facadas matando a vítima. No bairro da Sacramenta o domingo das eleições foi de luto para três famílias. No primeiro caso Andre Tiago Lima Mendes de 26 o “Sadrack” foi alvejado e morto a tiros na passagem Santo Amaro.

Na sequencia o crime foi na travessa Mena Barreto tendo como vítima Albelisio de Lima vítima de baleamento dentro de sua residência tendo como acusado um traficante conhecido como “Bó” acompanhado de um soldado do tráfico de alcunha “Gustavo”. Mais tarde na avenida Senador Lemos próximo a praça do Jaú, a Seccional Urbana do bairro registrou a morte de Michel de Lima que teve traumatismo craniano foi socorrido por uma ambulância no Samu no entanto não resistiu aos ferimentos e morreu.

O dia começava e no município da Vigia três homens foram mortos por policiais do GTO de Castanhal. Eles seriam traficantes e teriam atirado nos policiais que revidaram, segundo os PMs. Mas amigos das vítimas negam essa versão. As vítimas foram identificadas por Arnaldo dos Reis de Jesus, Marcos Vinicius Soares Ribeiro e Eldelson Costa Pinheiro.

MODA

O caso virou moda e em Belém, na estrada da Santa Maria na invasão Wasrislândia, no Icuí, uma briga em um bar terminou com um saldo de três mortos as vítimas foram identificadas como Orlando da Conceição Natividade, Francisco Marinaldo Paixão e Jean da Silva Raposo.

No município do Moju, no Baixo Tocantins, um homem conhecido apenas por “Jabuti” foi encontrado morto com vários tiros no ramal da Embrapa próximo a rodovia PA-150. A Polícia Civil registrou e vai investigar o crime. Em Canaã dos Carajás, Francisco das Chagas Santana foi trocar um dinheiro na rua Ulisses Guimarães no centro desta cidade quando se deparou com um assalto em andamento no local reagiu e foi alvejado mortalmente.

Em Marapanim a vitima da violência foi Odair Freira Rodrigues de 35 anos. Ele foi encontrado desacordado com várias facadas pelo corpo na travessa Lagóia Alves no bairro Novo. Socorrido ate o HPSM de Belém acabou morrendo. No município de Paragominas, Regivaldo Mendes foi encontrado por populares morto com dois tiros na rua Castanhal no bairro Bela Vista. A vítima era usuário de drogas e tinha envolvimento com pequenos furtos no bairro onde morava.

No bairro do Curuçambá em Ananindeua a Polícia Civil registrou a homicídio que foi vitima Helio Sebastião Gonçalves conhecido como “Roupa”. Ele foi encontrado sem vida na avenida Beira Rio e segundo informes dois homens o mataram e esconderam o corpo em um arvore no local. Em Paragominas um homicídio tentado foi vitima o soldado da Polícia Militar Josuel Oliveira da Silva. Fato ocorrido na rua São Luis no bairro Bela Vista sendo que o atirador estava escondido em uma propriedade alvejando o policial que passava na rua.

Em Capanema na região nordeste do Estado, Alcione Silva Oliveira foi executada com uma certeira facada na rua Santa Terezinha no bairro de Nazaré tendo como autor da cena de sangue o ex-companheiro conhecido como “Juarez” que fugiu após o crime.

No município de Monte Alegre, Francisco Abreu dos Santos de 23 anos durante uma discussão na comunidade Serra Azul no ramal da Bananeira foi morto com tiro de espingarda no rosto desferido pelo cunhado Elisson Macedo Bentes que está foragido. Em Cametá a “terra do mapará”, Gesiel Rodrigues de Sousa foi encontrado morto vítima de disparo de arma de fogo fato ocorrido na rua Francisco Pereira no bairro do Triângulo. O autor do crime não foi identificado e vizinhos disseram que ouviram apenas os disparos.

Em Rondon do Pará, Erculis Silva de Jesus foi encontrado na rodovia Pedro Álvares Cabral com a passagem Mamonas com uma facada no pescoço desferido por sua companheira Marta Gomes de Jesus que fugiu local após matar o marido. No bairro da Cabanagem, em Belém, João Paulo da Silva Alves durante uma discussão familiar com a mulher identificada apenas por “Fabiana” acabou levando a pior. Fabiano aplicou-lhe uma facada quando este já se encontrava em sua residência na rua São Miguel na Cabanagem.

Em Curuçá um homicídio tentado contra um soldado do Exercito que estava na cidade, Vanderson Freitas Almeida de 21 anos estava passeando na praça do Rosário quando eclodiu uma confusão sendo atingido por uma bala perdida desferida por Ítalo Augusto Farias que fugiu.

(Diário do Pará)

Desapareceu na praia do Caripi


Homem vai buscar bola e desaparece no Caripi




(Foto: Agência Pará)


Um homem de 35 anos, que não teve o nome divulgado, está desaparecido desde a manhã desta segunda-feira (27). O caso aconteceu na praia do Caripí, no município de Barcarena, no nordeste paraense.

Segundo informações da irmã da vítima, identificada apenas como Lucicleidei, o irmão estava no local em um passeio com a família. “Ele estava com meus pais, irmão, esposa e filhos. Foi um passeio do trabalho da minha cunhada. Aí eles estavam jogando bola, e a bola caiu na água e ele foi buscar, só que ele mergulhou e não voltou mais”, conta. O caso aconteceu por volta das 9h30 de hoje.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma equipe está no local fazendo as buscas.

(DOL)

A tampa e o pinico


Suzane Richtofen se casa com sequestradora




(Foto: Reprodução)


Condenada por matar os pais, Suzane Von Richtofen, se casou no presídio de Tremembé com uma detenta. Suzane se casou com Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos de prisão pelo sequestro de uma empresária de São Paulo. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Condenada há 39 anos e 6 meses, Suzane, 31 anos, se tornou evangélica e abriu mão de lutar pela herança, mas precisou trocar a ala das evangélicas da penitenciária feminina para ocupar a cela especial das presas casadas com a nova parceira.

Sandra já foi casada dentro da penitenciaria com Elize Matsunaga, presa pela morte e esquartejamento do marido Marcos Kitano Matsunaga em junho de 2012. Suzane foi responsável pelo fim do relacionamento entre as duas. O relacionamento teria terminado em função de Suzane. O novo casal trabalhava na fábrica de roupas da prisão.

O casamento no presídio pode ser realizado através da assinatura de um documento de reconhecimento de relacionamento afetivo, que funciona como uma certidão de casamento e permite que casais vivam juntos. Caso um casal se separe, é necessário seis meses para que a presa possa voltar a utilizar a cela especial. A atual parceira de Suzane teve que cumprir a quarentena após se separar de Matsunaga.

Em agosto, a juíza da Vara de Execuções Penais de Taubaté, Sueli Zeraik de Oliveira Armani, havia concedido o direito ao semiaberto à Suzane, mas a condenada declarou que preferia permanecer no presídio. O relacionamento é apontado como um dos motivo para Suzane ter negado a progressão para o regime semiaberto.

(DOL com informações do Zero Hora)

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Sobre o ENEM


Confirmação no Enem já está disponível


(Foto: Reprodução)


Os cartões de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão disponíveis a partir de hoje (27) na internet. Para ter acesso, o estudante deve o informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.

Também a partir desta segunda, os mesmos cartões começam a chegar pelo correio, no endereço informado na inscrição.

O documento de confirmação traz os dados pessoais do participante – nome, CPF, número de inscrição no Enem, data, hora e local das provas, opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver) e indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).

Aqueles que acessarem o cartão pela internet deverão conferir as informações e imprimi-lo, se desejarem. Não é obrigatório levar o cartão no dia da prova. No entanto, é indispensável apresentar um documento de identificação com foto, como carteira de identidade ou de motorista.

Segundo o instituto, quem não receber o cartão, não conseguir imprimir pela internet ou constatar erro no documento, deve entrar em contato com o atendimento ao participante, no telefone 0800616161.

Caso cartões enviados pelo correio sejam devolvidos, o Instituto Nacional de de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira entrará em contato com os candidatos por meio de SMS e mensagem eletrônica, por celular e e-mail.

As provas do Enem serão nos 8 e 9 de novembro. Mais de 8,7 milhões se inscreveram para o exame.

Para se preparar para o Enem, o aluno pode acessar o aplicativo Questões Enem. O banco de questões da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) reúne itens de 2009 a 2013 com os quais o estudante pode treinar para oexame. O acesso é gratuito.

(Agência Brasil)

domingo, 26 de outubro de 2014

As vitórias de Dilma e Jatene

As eleições terminaram: Dilma se reelegeu presidenta com muita força do nordeste e do norte. Simão Jatene ganhou no Pará com uma grande vantagem em Belém. Sucesso aos governantes!

sábado, 25 de outubro de 2014

Os últimos números asseguram vitoria de Helder


Helder tem 12,5 pontos de vantagem sobre Jatene






Levando em conta apenas os votos válidos, Helder tem 56,2% das intenções de voto, enquanto Jatene tem 43,7% (Foto: Atorres)
O candidato do PMDB, Helder Barbalho, abriu 12,5 pontos de vantagem sobre o governador tucano Simão Jatene, candidato à reeleição, considerando os votos válidos, segundo a nova rodada de pesquisas do Instituto Iveiga. Considerando os vctos válidos, Helder tem 56,2% contra 43,7% das intenções de voto para Jatene. Os votos válidos são calculados descartando os votos brancos e nulos e os indecisos. Os votos válidos são considerados pelo Tribunal Regional Eleitoral para definir o real percentual de votos dos candidatos.
Na pesquisa estimulada, o peemedebista atingiu 11,1 pontos de vantagem em relação a Jatene. Os dados mostram que Helder Barbalho tem 49,8% das intenções de voto, enquanto Jatene acumula 38,7%. Os votos brancos e nulos somam 6% e 5,6% não souberam ou não responderam. Na pesquisa estimulada,, os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados para que façam a sua escolha.
Na pesquisa espontânea – quando o eleitor precisa lembrar do nome dos candidatos -, Helder também lidera. Nesse caso, Helder tem 48,8% e Jatene, 38,3%. Os brancos e nulos somaram 5,8% e os eleitores que não souberam ou não opinaram chegaram a 7,2%. O IVeiga mediu também a expectativa dos eleitores em relação aos resultados da eleição de amanhã. A maioria dos ouvidos acredita que Helder vencerá a disputa. O percentual dos paraenses que acreditam na vitória do candidato do PMDB chegou a 54,5%. Apenas 32,8% dos entrevistados disseram acreditar que Jatene será o vencedor.
O IVeiga ouviu 2 mil eleitores entre os dias 20 e 24 de outubro nos municípios de Santarém, Monte Alegre, Breves, Portel, Afuá, Muaná, Belém, Ananindeua, Abaetetuba, Cametá, Bragança, Capanema, Moju, Igarapé-Miri, Tomé-Açu, Acará, Viseu, Marabá, Parauapebas, Tucuruí, Paragominas, Redenção, Itaituba e Altamira.
A pesquisa está registrada no TRE com o número 00053/2014. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 2.2 pontos percentuais para mais ou para menos. O IVeiga é coordenado pelo cientista político Edir Veiga e foi o único a acertar os resultados das eleições no primeiro turno desde o início da campanha eleitoral deste ano.

PRESIDÊNCIA
A candidata à reeleição Dilma Rousseff também lidera a corrida eleitoral no Pará. Levando em conta apenas os votos válidos, Dilma aparece com 56,8% das intenções de voto. O adversário, o tucano Aécio Neves, tem 43,3%.
(Diário do Pará)

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A fonte da juventude


Ex-Miss Universo impressiona pela aparência




(Foto: Reprodução/Facebook)


Quanto anos você dá para a mulher da foto? Quem olha para Apasra Hongsakula não imagina que ela tem 67 anos.

Eleita Miss Universo em 1965 pela Tailândia, quando tinha apenas 18, ela conseguiu parar no tempo e tem chamado a atenção pele jovial e corpo em forma, mantidos após 49 anos da competição que a elegeu como a mulher mais bonita do planeta.



Apasra mantém a mesma aparência jovem de quando tinha 18 anos (Foto: reprodução/FacebooK)

Mas para se manter assim, ela paga um preço alto. Em entrevista ao programa "The Morning News", uma fonte revelou que Apasra teria gasto US$ 2,5 milhões (mais R$ 6 milhões) em cirurgias plásticas e tratamentos estéticos para ficar com o rosto de menina.

O representante dela, no entanto, negou a informação e garantiu que tudo é natural: a Miss Tailândia apenas faz uso de muito protetor
solar, submete-se a procedimentos de beleza comuns e alisa o cabelo.



(DOL com informações da Band)

Belém e a insegurança real


Assaltantes invadem prédio no Marco e fazem reféns




O assalto aconteceu na noite desta quinta-feira, dia 23. (Foto: Celso Rodrigues/via WhatsApp)


Assaltantes invadiram um prédio residencial na avenida João Paulo II, próximo a travessa Humaitá, no bairro do Marco, em Belém, na noite desta quinta-feira (23).

O grupo entrou em um dos apartamentos do primeiro andar do edifício, amarrou os moradores do local e levou objetos pessoais.

Viaturas da Polícia Militar e da Ronda Tática Metropolitana (Rotam) foram acionadas para fazer buscas pelos criminosos no interior e entorno do edifício. Mas, até o fechamento desta reportagem, ninguém foi capturado.

(DOL com informações de Dinan Laredo/RBA/TV)

Trânsito em Igarapé-Açu nas mãos da justiça


IGARAPÉ-AÇÚ: Ministério Público pede execução de TAC pelo não cumprimento de obrigações em favor do trânsito
A balbúrdia do trânsito - imagens: LC Wainne

A promotora de Justiça Fábia Mussi de Oliveira, representando o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), promoveu na terça-feira (14), junto a comarca de Igarapé Açu, pedido de execução de Título Extrajudicial do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com obrigação de cumpri-lo, face ao município de Igarapé-Açú, nordeste paraense. O município não cumpriu com as obrigações acordadas, representado por sua prefeita, Sandra Miki Uesugi Nogueira.
Igarapé-açu similar à India
“O município de Igarapé-Açú não prioriza medidas de natureza preventiva, relacionados à segurança pública, na área do trânsito, afrontando diretamente os mandamentos da Constituição Federal e prejudicando os direitos do homem”, afirma Fábia Mussi de Oliveira

A Administração Pública segue descumprindo diversas disposições do TAC, apesar deste ter sido firmado há mais de dois anos. Por este motivo, o MPPA requer que a representante legal do município, a prefeita Sandra Nogueira, receba e cumpra as obrigações assumidas, sob pena de multa diária de R$ 1 mil, que deverá ser revertida em benefício do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

ENTENDA O CASO

O município de Igarapé-Açú firmou junto ao MPPA, na data de 26 de setembro de 2012, um TAC com o objetivo de implantar um órgão municipal executivo de trânsito, com estrutura para desenvolver atividades de engenharia e tráfego, fiscalização de trânsito, educação de trânsito e controle e análise de estatística, além da regulamentação, através de decreto municipal, do funcionamento da Junta Administrativa de Recurso de Infrações (JARI). A administração pública deveria solicitar a integração do município junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Vencidos os seis meses de prazo para o cumprimento dos deveres assumidos pelo município, o MPPA ajuizou em fevereiro de 2014 uma Ação Civil Pública, com a finalidade de exigir do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA) e do Estado do Pará, através da Polícia Militar o procedimento da fiscalização de veículos ciclomotores e motocicletas.

Em junho de 2014, o MPPA solicitou à prefeitura municipal, através de ofício, para que fossem cumpridas as cláusulas do TAC. No dia 25 de agosto a prefeitura informou, também por ofício, que havia prorrogado o prazo para a implantação das instalações do Detran.

Uma reunião foi marcada para o dia 28 do mesmo mês, contando com representantes do Denatran, Batalhão de Polícia Militar, Secretaria de Estado da Fazenda, agente da autoridade de trânsito da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) e representantes das concessionárias de motocicletas e ciclomotores da cidade. Nessa reunião, o MPPA solicitou que a prefeitura encaminhasse o cronograma das atividades que estão sendo feitas e, novamente, detectou o descumprimento por parte do município.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, os maiores índices de acidentes envolvem motociclistas. “Claramente pela inaptidão de pessoas inabilitadas para conduzi-las, com agravante de um trânsito desordenado”, completa a promotora.

Texto: Vanessa Pinheiro (graduanda em jornalismo)

A análise da jornalista Ana Célia da Perereca da Vizinha


Opinião: Um rei nu e cada vez mais só




O governador e dois candidatos deixados na chuva: o senador Mário Couto e o vice, Helenilson Pontes. Será que ainda existe político que acredite no político Simão Jatene?



Não gosto do Jefferson Lima e nem voto nele.


Mas dizer que ele apoia o Helder porque recebeu dinheiro... Pera lá!


Desde quando algum candidato tem mais dinheiro do que o Jatene, que está sentado na máquina pública?


E se o Jefferson Lima quisesse dinheiro pra apoiar o Jatene, ele não ia pagar? Sério ‘mermo’ que vocês acreditam nisso?...


Dá até pra imaginar a cena.


O Jefferson Lima chega com o Jatene e diz: “Te apoio pela mesma bufunfa que sempre dás para o meu clone”.


Mas aí, o Jatene se vira pra ele e diz: “caboco’, eu não faço isso!!!...Sou um cara honestíssimo, ‘caboco’!!!...Essa fortuna de R$ 40 milhões da minha família é tudo invenção da Jucepa e dos cartórios!!!...


“Mas e aquela propina bacana da Cerpasa?”, pergunta o Jefferson.


“Tudo mentira do MPF, da PF e daqueles fiscais amargurados da Receita, do INSS e do Ministério do Trabalho...”, garante Jatene, “Aliás, aquelas fotos da grana apreendida na Cerpasa é tudo coisa de photoshop...


Mas aí, depois de muito se “arrevirá” no túmulo, eis que surge o espírito do Papudinho, que diz: “maneira na peroba, Jatene, que até a careca já tá lustrosa demais!...”


Então, o mais lógico é que tudo isso não passe de lári-lári do Orly, pra satanizar o Jefferson Lima e minimizar o apoio dele ao Helder.


Até porque, ao fim e ao cabo, a “culpa” por esse apoio é do próprio Jatene.


E por quê?


Porque o Jatene é uma pessoa inconfiável, o que é um defeito mortal para qualquer político.


Nesse meio, perdoa-se quase tudo – menos deslealdade.


E a eleição do Paulo Rocha ao Senado, com impressionante quantidade de votos, arrancou de vez a máscara do Jatene.


Ele simplesmente rifou o Jefferson Lima, o Mário Couto e o Helenilson Pontes, só pra tentar se reeleger.


Sim, porque essa tática de três candidaturas ao Senado tava na cara, desde o início, que só teria UM beneficiário: o próprio Jatene.


Por mim, achei foi ótimo, porque o meu candidato era o Paulo Rocha. Além disso, quem acompanha o meu blog, sabe muito bem o que penso daquele detestável do Mário Couto.


No entanto, é forçoso admitir que Jefferson Lima, Mário Couto e Helenilson Pontes têm todos os motivos pra estarem tiriricas com o Jatene.


Afinal, foi como se o Jatene jogasse os três em uma arena, para que se estapeassem.


Na certa, como se imagina um “iluminado”, deve ter achado que ninguém perceberia o que foi capaz de fazer aos próprios companheiros...


Enganou-se, no entanto, o nosso Einstein tupiniquim: até quem só possui um Tico e um Teco já entendeu que Jatene não tem limites, nem mesmo de lealdade partidária, quando se trata de livrar o próprio pescoço. Com farinha pouca ou muita, o pirão será sempre só pra ele.


Então, se os tucanos quiserem culpar alguém por essa “desertificação” têm é de apontar o dedão acusador para o Jatene, cujo perfil complicadíssimo é o oposto do finado Almir.


E que não se pense que esse pessoal está com o Helder porque o Jatene está afundando.


A vitória de Helder, no primeiro turno, foi por apenas 50 mil votos. Uma diferença tão pequena que se pode até considerar que eles estavam empatados. E, na verdade, foram os apoios do Zé Carlos, do Elton Braga e, principalmente, do Jefferson Lima, que fizeram com que a balança começasse a pender para o Helder.


Jefferson Lima teve um desempenho eleitoral impressionante: 741.427 mil votos, 465 mil deles nos seis municípios da Região Metropolitana, onde Jatene obteve uma boa vantagem de votos (mais de 167 mil), o que reduziu o estrago das lambadas que levou no interior.


Juntos, Jefferson, Zé Carlos e Elton Braga tiveram cerca de 500 mil votos na RMB. E se conseguirem transferir só um terço disso para o Helder, acabou a eleição.


Dá pra entender a campanha do Orly contra esses três, não dá? Afinal, dificilmente o Jatene conseguirá crescer no abandonado interior do Pará...


Então, caro leitor, não se deixe levar por esses láris-láris.


A questão desses apoios é, sobretudo, de confiança.


Se você quer apresentar um conjunto de reivindicações, não vai preferir um enrolão: vai é procurar o sujeito que diz claramente o que pode e o que não pode fazer. E que amanhã, em vez de lhe enfiar uma faca nas costas, vai é lhe dar chances de crescer.


Em política, nem tudo é sórdido, imundo.


Às vezes, política é apenas política.


Ou seja, um bocado de lealdade e um belo jogo de cintura.


E é por isso que políticos como Jatene acabam da maneira que estamos vendo: um rei nu e cada vez mais só.

Da série Arrrrmaria, Chris!!!!


Mulher mostra que o marido é sortudo em tê-la



(Foto: Reprodução/Facebook)


Uma mulher achou uma maneira inusitada de fazer uma homenagem ao marido.

Ela mandou imprimir um outdoor com uma foto sua vestindo apenas lingerie e a seguinte legenda: “Olha só, José Carlos Fadelli tudo que um homem precisa, você tem em casa, quer mais o que? Sortudo!!”

Ela compartilhou no
Facebook a reação do marido. “Meu marido quase enfartou quando me viu em plena BR-101 em um outdoor enorme ficou super feliz”.

(DOL)

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O perigo nas caminhadas de sexta-feira



A perigosa decisão do comando de campanha do PSDB em Maracanã de realizar passeata no mesmo horário e local anunciado pela campanha do 15, tem sido uma constante. Na caminhada em que esteve presente o candidato ao governo Helder Barbalho, pessoas com DAS da prefeitura convocaram servidores temporários para uma concentração "sem pé e nem cabeça" no comitê 45 da cidade.
A decisão demonstrou-se trágica, muitos militantes do 45 reuniram-se ao lado da secretaria de educação e munidos de muitas pedras e paus partiram para agressões. O resultado foi que pessoas de bem ficaram feridas.
Aguardemos então as providências enérgicas das autoridades da cidade.